Roller Champions - Hands On - Juntem os amigos

Divertido para umas boas risadas.

Já em desenvolvimento há algum tempo, Roller Champions é mais uma das apostas da Ubisoft no campo dos títulos virados para a componente online, e desta vez entram no universo desportivo, concretamente em corridas em cima de patins às voltas dentro de arenas. Pensado com um free to play, com muitos dos conteúdos apenas ao alcance de quem adquirir os passes de temporada e mesmo na sua loja virtual, modelo esse que já se encontra bem enraizado nos dias de hoje, seguido por todas as franquias que estão na liderança do mercado dos jogos competitivos online.

Esta aposta num título algo diferente, com um ambiente muito cartoon, apela a um universo de jogadores mais para o lado jovem. Desde os personagens, passando pelas arenas, uma banda sonora alegre, tudo respira a juventude, é este pelo menos o meu apreçar de Roller Champions, que poderá não agradar a outras faixas etárias. Mas isso a produtora, Ubisoft Montreal, sabe melhor que ninguém o que tem em mente e qual o seu objetivo na criação de um título com estas características tão específicas.

O tempo que passei em Roller Champions não foi muito, foram dois dias de volta de uma versão que não me deu muitas possibilidades de o experimentar ao pormenor, mas também não poderia ser de outra forma já que se tratava de uma versão beta, que irá estar disponível dentro em breve, de 17 de fevereiro a 1 de março para todos os que se inscreverem na beta fechada que se avizinha. O jogo possui todas as características típicas de uma fórmula já amadurecida, com personagens personalizáveis que infelizmente não é muito profunda. Podemos alterar o equipamento do atleta, seja o capacete, os patins, calções, camisola, e a luva especial que transporta a bola.

Modos disponibilizados foram três, consistiam em Costum Match para treinarmos contra a IA ou amigos que se convidava, Quick Match para entrar nas partidas online de forma rápida, também existe uma área social, Skatepark, onde podemos fraternizar com outros jogadores, é uma espécie de parque desportivo onde podemos treinar os movimentos disponíveis nas arenas.

As partidas, são disputadas por equipas de 3 vs 3, e temos de andar à volta da mesma com o intuito de apanhar uma bola, transportá-la o máximo de tempo possível até completar pelo menos uma volta, que nos dá a possibilidade de marcar um golo. Claro que quantas mais voltas dermos com a bola na posse da nossa equipa maior será a recompensa, onde duas voltas darão 3 pontos por golo, e três volta 5 pontos que corresponde a ganhar a partida. Sempre que a bola é tocada por um elemento da equipa contrária, é reiniciada a volta de posse de bola.

São regras simples de fácil assimilação, e para juntar às mecânicas mais básicas, que são patinar e ganhar velocidade, subir para as bordas da pista de descer a maior velocidade, temos também ao dispor alguns golpes mais sujos, que passam por passar rasteiras aos adversários para dessa forma impedir o seu deslocamento e até deixarem cair a bola. Mas estas rastreiras não são nada agressivas, são muito subtis e com pouco impacto visual em termos de agressividade.

"velocidade de deslocação dos atletas na pista é demasiado baixa, tem de existir mais adrenalina, mais velocidade de deslocação"

Pouco tempo com o jogo disponível, dá sempre azo a não sabermos muito bem o que é pretendido, neste caso pela Ubisoft Montreal. Existem muitos aspetos a rever, desde a falta de entusiasmo no ambiente que rodeia todo o evento, velocidade de deslocação dos atletas na pista é demasiado baixa, tem de existir mais adrenalina, mais velocidade de deslocação, e até possíveis movimentos especiais para cada atleta, os quais não existem em Roller Champions.

Há muito trabalho para ser feito, e não será certamente com este conteúdo que Roller Champions irá sobreviver. Não há muito para oferecer, e estas ideias que estão já na fase final do desenvolvimento não serão certamente muito alargadas para a versão final do jogo, já que o estado beta de um jogo significa sempre que é muito próximo da versão final. Espero estar enganado, e que haja muitos acrescentos ao produto final. Dá para nos divertirmos e largar umas boas risadas, mas isso é insuficiente a longo prazo.

Não se esqueçam de que é já dia 17 que vai estar disponível a beta fechada para o público, têm é que se inscrever na mesma e escolher a plataforma que preferem. O jogo vai ser lançado na Nintendo Switch, PlayStation 4, Xbox One e PC, mas curiosamente não existe beta para a consola da Nintendo. Falta saber quais os planos paras as novas consolas, PlayStation 5 e Xbox Series X/S.

Salta para os comentários (1)

Sobre o Autor

Adolfo Soares

Adolfo Soares

Director

É o nosso homem do PC, por isso qualquer coisa é com ele. É também responsável pelo Eurogamer, bem como dá uma perna nas notícias.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Apex Legends Switch mostrado num novo trailer

30 níveis gratuitos e duplo XP nas primeiras duas semanas.

Epic Games compra os produtores de Fall Guys

Nada mudará no futuro da franquia.

Razer anuncia a Razer DevCon, um evento para produtores de videojogos

Quer encorajar a integração do seu ecossistema em software e hardware.

Yakuza: Like a Dragon chegou finalmente à PS5

Quem tem a versão PS4 tem direito a upgrade gratuito.

Comentários (1)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários