GNR promove luta contra o vício dos videojogos

"Não te amarres ao jogo."

A GNR está a promover nas suas redes sociais a luta contra o vício dos videojogos, a propósito de uma "Internet Mais Segura em 2021.

Com os jovens e também adultos a passar cada vez mais tempo em casa devido às circunstâncias provocadas pela pandemia, a GNR aproveitou para recordar os internautas que a WHO (World Health Association) já considera desde 2019 o vício dos videojogos como uma doença.

Assim sendo, a GNR publicou hoje a seguinte mensagens nas redes sociais:

Em 2019, a Organização Mundial da Saúde (OMS) passou a classificar a dependência dos videojogos como um distúrbio psiquiátrico, na Classificação Internacional de Doenças (CID).

Há alguns comportamentos que podem denunciar o vício de jogos online, nomeadamente:

  • Ter dificuldade em deixar de jogar ou interromper o jogo;
  • Sofrer por não jogar;
  • Sentir, progressivamente, maior necessidade de jogar;
  • Deixar de comer para jogar ou tomar refeições em frente ao computador/televisão;
  • Evitar estudar ou não terminar tarefas exigidas;
  • Faltar à escola para não deixar de jogar;
  • Deixar de estar com amigos ou familiares para jogar;
  • Dormir poucas horas para jogar mais tempo.

Há que sublinhar que existe uma diferença entre gostar de jogar e estar efectivamente viciado em videojogos. Dito isto, se um ou vários dos comportamentos em cima se verificarem, há de facto um caso de vício.

Conheces alguém viciado em videojogos?

GNR_vicio_videojogos

Salta para os comentários (57)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (57)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários