35 jogadores profissionais de CS GO banidos por apostarem nas suas partidas

Alguns serão banidos por 48 meses.

A Esports Integrity Coalition anunciou sancções contra 35 jogadores profissionais de CS GO por apostarem nas suas próprias partidas, fosse a favor da sua equipa ou contra a equipa adversária.

As sancções variam conforme o nível de ofensa (vai desde o Nível 1 até ao nível 5), sendo que no mínimo há jogadores que serão banidos por 12 meses, enquanto outros chegam aos 48 meses.

Durante a sua investigação nas ligas europeias, australianas e americanas a Esports Integrity Coalition também descobriu novas infracções cometidas por dois jogadores previamente sanccionados - Akram Smida e Daryl May - e aumentou o período de ban.

Numa declaração publicada no Twitter, a Esports Integrity Coalition alerta que as sancções anunciadas não estão relacionadas com combinação de resultados, no entanto, acredita que "há alta probabilidade de anunciar acusações de combinação de partidas provenientes das investigações contínuas, potencialmente contra os jogadores sanccionados hoje."

Apostar nas próprias partidas vai contra o código de conduta dos jogadores profissionais, evitando assim que os jogadores ou terceiros (através da manipulação dos jogadores) tentem tirar proveito das apostas para ganho pessoal.

Salta para os comentários (2)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (2)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários