Programador na id Software lamenta a RAM da Xbox Series S

"O aumento na RAM para a anterior geração é praticamente inexistente."

A Microsoft revelou ao mundo a sua Xbox Series S, a irmã menos poderosa da Xbox Series X que permitirá aos jogadores entrar na próxima geração de consolas por um preço mais apelativo.

É uma máquina pensada para quem ainda joga a 1080p ou até 1440p, que custará 299 euros e poderá ser vista como uma boa forma de avançar de geração e manter o Xbox Game Pass como foco. Terá imensa da tecnologia da Series X e fará muitas coisas novas, mas o seu menor poder poderá representar alguns problemas para os estúdios.

Depois de funcionários da Remedy e da Infinity Ward terem comentado que a Xbox Series S poderá significar problemas de optimização, temos agora Axel Gneiting da id Software a comentar o que a consola menos poderosa da Microsoft poderá significar para os estúdios.

Gneiting trabalha como Programador Principal de Motor na id Software e em reacção à revelação das especificações da Series S, lamentou a RAM da consola e acredita que é um aumento praticamente inexistente sobre a actual geração.

"Realmente aborrecido com esta situação da RAM na Series S," diz Gneiting.

"Isto não é fácil de compensar e arrasta para baixo um bom bocado as especificações base para os multi-plataformas de próxima geração. O aumento na RAM já era pequeno, comparado com a anterior geração, agora é praticamente inexistente. Além disso, as BVHs RT também precisam de imensa memória."

Gneiting acrescentou ainda uma segunda mensagem para os engenheiros de sofá que sem sair dele sabem mais do que aqueles que passaram anos a estudar, afirmando que as especificações mínimas terão sempre importância.

"Além disso, 'o sempre foi escalável no PC' é parvoíce. Todos os jogos AAA na última década ou isso têm os seus assets feitos uma vez para correrem nas especificações mínimas. Aumentar as contagens de amostra um pouco aqui e ali para as definições High não é o que poderias realmente ter feito com mais poder. As especificações mínimas importam."

Salta para os comentários (183)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Rumor: Sony vai juntar PS Plus e Now para criar novos patamares do serviço

Acesso a demos, jogos PS4, PS5 e streaming de clássicos.

It Takes Two alvo de reclamação de direitos de autor pela Take-Two

Hazelight abandonou o registo do nome, mas espera não ter de mudar o nome ao jogo.

O que estamos a jogar - 4 dezembro

E tu, a que jogos tens dedicado o teu tempo?

PS Plus no Japão conta com Judgment em dezembro

Japoneses recebem ofertas diferentes.

Também no site...

Netflix lança vídeo onde resume a primeira temporada de The Witcher

Segunda temporada chega já no próximo dia 17 de dezembro.

Gran Turismo 7 mostra-se num novo vídeo gameplay

Uma volta completa na icónica Deep Forest Raceway.

Bioware e EA celebram o Dia Dragon Age

Festividades para todos os fãs.

O que estamos a jogar - 4 dezembro

E tu, a que jogos tens dedicado o teu tempo?

Comentários (183)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários