Juiz impede o bloqueio ao Unreal Engine, mas Fortnite não regressou à App Store

Epic conseguiu vitória parcial.

A Epic Games conseguiu uma vitória parcial na sua luta contra as políticas da Apple para a loja digital iOS, mantendo o acesso às ferramentas de criação que lhe permitem continuar a apoiar o Unreal Engine nessa plataforma.

No entanto, o tribunal na Califórnia não apresentou um parecer favorável à Epic Games na decisão de devolver Fortnite à App Store iOS e o popular battle royale permanecerá ausente nesta plataforma.

Segundo partilhado pelo TheVerge, Yvonne Gonzalez Rogers aceitou o pedido da Epic Games para impedir que a Apple limite a sua capacidade em apoiar o Unreal Engine na plataforma iOS, algo que iria impedir imensos outros estúdios e companhias de actualizar os seus jogos criados com esse motor.

"A Epic Games e a Apple são livres para se litigarem uma à outra, mas a sua disputa não deve criar o caos entre os espectadores," escreveu Rogers. "A Apple escolheu agir com severidade e ao fazê-lo, afectou partes não envolvidas e um ecossistema de desenvolvimento para terceiros. A este respeito, as equidades pesam contra a Apple."

No entanto, Rogers não divulgou um parecer favorável à Epic Games sobre Fortnite pois escreveu que a Epic Games "escolheu estrategicamente quebrar os seus acordos com a Apple" e assim sendo, quebrou com as normas impostas.

A juíza decreta que a culpa é da Epic Games no caso de Fortnite e esta ainda não demonstrou estar perante uma situação irreparável, afirmando que o bloqueio de Fortnite poderá ser resolvido ao remover o método alternativo de pagamento. Este processo poderá ser feito ao regressar à anterior versão do jogo.

Esta decisão foi feita para manter a normalidade possível até que as companhias possam preparar os seus argumentos em pleno e avançar com o caso para tribunal. A primeira audiência decorrerá a 28 de Setembro e tentará determinar se a Apple pode mesmo avançar com as sanções contra o Unreal Engine e Fortnite, mas o caso poderá arrastar-se durante meses.

1

Salta para os comentários (12)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (12)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários