Tommy François deixa a Ubisoft após início de investigação

Mais um dos executivos de topo a sair.

Tommy François, que desde Junho se encontrava de licença, deixou a Ubisoft após o início das investigações em torno das acusações de assédio sexual e má conduta no local de trabalho.

Samuel Horti do Business Insider revelou através do Twitter a saída de François, após ter visto um comunicado interno da Ubisoft ,assinado por Yves Guillemot.

Hoje, a Ubisoft confirmou ao GamesIndustry.biz que François deixou a companhia, com efeito imediato, mas não revelou detalhes.

François entrou para a Ubisoft em 2006, como vice presidente dos serviços criativos e editoriais, o que lhe deu poder para dar luz verde e desenvolver novas séries na Ubisoft.

Esta é a mais recente saída de alto perfil na Ubisoft, após Maxime Béland, director criativo em Splinter Cell, Serge Hascoët, responsável máximo pelo departamento criativo, e ainda Yannis Mallat, director criativo em Assassin's Creed: Valhalla, terem saído da empresa, após o início das investigações.

Guillemot, presidente da companhia, foi questionado sobre o quanto sabia sobre as más condutas e assédios sexuais, partilhando que foram tomadas medidas duras para criar um impacto positivo, mas que a sua confiança foi traída.

"Tornou-se claro que certos indivíduos traíram a confiança que depositei neles e não estiveram à altura dos valores partilhados pela Ubisoft. Nunca comprometi os meus principais valores e éticas e nunca o farei. Continuarei a gerir e a transformar a Ubisoft para enfrentar os desafios de hoje e do amanhã."

Salta para os comentários (0)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (0)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários