Ubisoft cancelou RPG do Rei Artur do designer de Dragon Age

Altamente inspirado em Monster Hunter.

Foi em Dezembro de 2018 que Mike Laidlaw, director criativo em Dragon Age: Inquisition, comunicou que tinha ingressado Ubisoft Quebec, para trabalhar num projecto secreto.

No entanto, de forma surpreendente, Laidlaw deixou a companhia em Janeiro de 2020 e não explicou o porquê de sair da Ubisoft pouco mais de um ano após ter ingressado na sua nova casa, onde não apresentou nenhum projecto.

Agora, Jason Schreier do Bloomberg avança que Laidlaw saiu pois o seu projecto foi cancelado por Serge Hascoët, ex-director criativo em todos os projectos da Ubisoft, que não gostava do ambiente e cenário escolhidos para Avalon, o nome de código deste RPG de Laidlaw.

Schreier partilha que, antes de Hascoët se despedir da Ubisoft, devido às alegações de assédio sexual e da tóxica cultura de assédio sexual que incentivava (algo que foi confirmado pelo próprio departamento de relações públicas da Ubisoft), o ex-director criativo era responsável por supervisionar todos os jogos da Ubisoft, que começaram a partilhar as mesmas mecânicas e funcionalidades.

Hascoët decidia o que era feito, como era feito e quando era feito, o que lhe permitiu dizer não a Avalon, descrito como um RPG cooperativo fortemente inspirado em Monster Hunter, mas que te transportava para a lenda do Rei Artur.

No seu artigo, Schreier escreve que apesar das pessoas envolvidas no projecto se sentirem incrivelmente entusiasmadas com o progresso feito, Hascoët não gostou na temática escolhida e deixou a equipa furiosa quando cancelou o jogo.

O ex-chefe máximo do departamento criativo na Ubisoft não era fã de jogos de fantasia e dificultou a missão para a equipa na Ubisoft Quebec, exigindo um jogo de fantasia melhor do que Tolkien.

Como sabemos, esse jogo nunca foi apresentado e foi arrumado, o que motivou Laidlaw a deixar a companhia.

Salta para os comentários (5)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (5)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários