Phil Spencer diz que os estúdios Xbox é que decidem se querem jogos cross-gen ou apenas na próxima geração

Dependerá da visão de cada um.

Phil Spencer partilhou que serão os estúdios da Xbox Game Studios a decidir se querem lançar um jogo cross-gen ou se a sua visão apenas será realizada em pleno num jogo de próxima geração.

Apesar do que referiu na mensagem apresentada ontem, na qual diz que não serás forçado a comprar uma consola de próxima geração para jogar os jogos da Xbox Game Studios, durante os próximos anos, em entrevista com o GameStar, Spencer diz que a decisão pertencerá a cada estúdio.

"Não serás forçado a entrar na próxima geração. Queremos que cada jogador Xbox jogue todos os novos jogos da Xbox Game Studios. É por isso que os jogos da Xbox Game Studios que lançarmos no próximo par de anos, como Halo Infinite, estarão disponíveis e com boa qualidade na Xbox Series X e Xbox One," escreveu na mensagem oficial da Microsoft.

No entanto, Spencer disse hoje numa entrevista com o GameStar que cada estúdio da Xbox Game Studios terá liberdade para escolher o que é melhor para cada jogo e não colocará restrições.

A partir dos 17 minutos em baixo, Spencer é questionado sobre a ausência de exclusivos de próxima geração e sobre a aposta numa postura cross-gen para todos os próximos jogos Xbox Game Studios, mas na sua resposta esclarece que não é bem assim.

"O que verás no dia 23 é que estamos a dar aos nossos estúdios uma verdadeira liberdade criativa para construírem os jogos que visionaram."

"Como sabes, adicionámos diversos estúdios à Xbox Game Studios ao longo dos últimos anos e demos-lhes estabilidade financeira, a liberdade criativa para construir os jogos que querem construir e os nossos criadores de jogos querem construir bons jogos que podem alcançar uma grande audiência de jogadores," continuou Spencer.

"Por isso, penso que o que ouviste Matt Booty a dizer e o que os nossos criadores dirão é que temos uma visão para todos os jogos que estão a construir e a visão começa com o jogador, não no dispositivo. Se um criador vier ter connosco e disser 'Não, eu querem mesmo focar-me na próxima geração' para os seus jogos, estamos totalmente abertos a isso e vamos apoiar isso."

"Se um criador nos disser que tem uma visão para chegar a estes clientes espalhados por diferentes plataformas em diferentes gerações, daremos todo o apoio a isso," explica Spencer.

Spencer explica que é o criador que tem a liberdade de escolha e que apenas os querem ajudar a desenvolver os jogos que eles querem, para alcançar a audiência que querem e que "não são coisas que ordenamos aos criadores em termos do que têm de fazer."

Salta para os comentários (49)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Godfall lidera ofertas PS Plus em dezembro

Atualização: Já foram confirmados pela PlayStation.

Novidades e saídas do Xbox Game Pass

Microsoft revela o que está a caminho.

Swarovski anuncia coleção de Halo

O capacete de Master Chief como nunca o viste.

CD Projekt está a perder dinheiro com a loja GOG

Promete focar-se no que mais importa.

Também no site...

Comentários (49)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários