Loadings de Ghost of Tsushima são incrivelmente rápidos

Não é habitual ver isto nas consolas.

Ghost of Tsushima está quase a chegar às lojas e um dos pequenos detalhes que mais nos chamou a atenção foram os loadings, especialmente importantes nas secções mais difíceis em que morrerás diversas vezes.

Brian Fleming, fundador da Sucker Punch e director em Ghost of Tsushima, aceitou conversar connosco e falar sobre diversos temas, entre eles as inspirações para a nova propriedade intelectual.

Durante a nossa entrevista, que será publicada brevemente na sua plenitude e na qual falou sobre a influência de Zelda: Breath of the Wild no seu jogo, questionamos Fleming sobre os loadings e como conseguiram isto num jogo em mundo aberto para a actual geração.

"Sim, é coisa boa. Os engenheiros fizeram um trabalho absolutamente espantoso no jogo," disse Fleming.

"Parte de manter os jogadores imersos no jogo é o o jogo ser responsivo, quando recarregas ou usas o Fast Travel, não deixar mal o jogador, não deixar que saía do jogo."

"Fizeram um trabalho espantoso ao organizar, a pensar cuidadosamente sobre como ler os dados de forma eficiente, é uma maravilha e fico contente por teres reparado nisso. É fácil subestimar quanto trabalho isso exigiu, mas fizeram um trabalho espantoso."

Para te dar uma ideia do que espantoso é o que a Sucker Punch conseguiu fazer, entre pressionar jogar no menu principal e começar a jogar demora apenas 18 segundos, enquanto usar Fast Travel demora 9 segundos.

É realmente espantoso e algo que certamente te agradará quando começares a jogar. No entretanto, passa pela nossa análise e descobre mais do jogo.

Salta para os comentários (26)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (26)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários