Assassin's Creed Valhalla perde o director criativo

Após alegações sobre a sua vida pessoal.

Ashraf Ismail, director criativo em Assassin's Creed 4: Black Flag, Assassin's Creed Origins e agora em Assassin's Creed Valhalla, deixou o seu cargo na Ubisoft para lidar com problemas pessoais.

Ismail recorreu ao Twitter para comunicar que deixou Valhalla para "lidar devidamente com problemas pessoais na sua vida. As vidas da minha família e a minha própria estão destroçadas. Lamento profundamente por todos os que foram prejudicados por isto."

"Existem centenas de pessoas talentosas e apaixonadas que trabalham para construir uma experiência para ti que não merecem ser associados a isto. Desejo-lhes o melhor."

Ismail foi acusado de trair a sua mulher e de mentir nos seus votos matrimoniais, como parte de uma nova vaga de alegações #metoo, que está a abalar a indústria dos videojogos.

A Ubisoft reagiu e comentou que "Ashraf Ismail retirou-se do projecto com uma licença sem vencimento. A equipa de desenvolvimento está dedicada a entregar um grande jogo com Assassin's Creed: Valhalla."

Além de Ismail, existem outros funcionários que estão a enfrentar similares alegações, em torno de conduta inapropriada e assédio sexual. A Ubisoft confessou estar profundamente preocupada com estas acusações e diz que continuará a investigar para descobrir o que se passou.

Salta para os comentários (0)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (0)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários