Estratégia da Xbox não se centra no número de consolas vendidas em 2020, diz Phil Spencer

O mais importante é o jogador e não o dispositivo.

A Microsoft está neste momento a preparar o lançamento de uma nova consola, a Xbox Series X, enquanto lida com os efeitos da pandemia COVID-19 e pondera os possíveis efeitos de uma recessão económica mundial no negócio.

No entanto, Phil Spencer, patrão da divisão Xbox da Microsoft, partilhou que o mais importante não é o número de consolas Xbox Series X vendidas em 2020, mas sim o consumidor e os serviços que estão a ser apresentados.

Em conversa com a BBC sobre como estão a ser geridas as expectativas de um lançamento num mundo que lida com uma pandemia, Spencer diz que existem métricas muito mais importante do que o número de consolas vendidas.

Questionado se os jogadores não vão ter em conta que a consola será mais cara no lançamento, Spencer respondeu que "as pessoas encontram verdadeiro valor no investimento que fazem nos videojogos."

"Podes comprar uma consola, comprar alguns jogos e isso vai literalmente dar à tua família centenas de horas de entretenimento. Mesmo quando olhamos para 2008 e 2009, nessa recessão, vemos qual foi o impacto nos videojogos, os videojogos safaram-se. Foi durável. Queremos ter a certeza que fornecemos o valor correcto aos consumidores."

"O preço será importante. Mas a nossa estratégia está centrada no jogador e não no dispositivo. Se este não é o ano no qual uma família quer comprar uma nova Xbox, não faz mal. A nossa estratégia não gira em torno de quantas consolas Xbox eu vendo este ano."

"Estamos focados em entregar serviços como o Xbox Game Pass, que permite às pessoas construir a sua biblioteca por uma mensalidade. A retro-compatibilidade significa que a consola que têm correrá centenas e centenas de jogos. A Smart Delivery significa que quando transitarem para a próxima geração os jogos vão com eles."

Spencer relembrou ainda que os que tiverem maiores dificuldades financeiras poderão recorrer ao Xbox All Access e pagar mensalmente a sua Xbox Series X e desfrutar do poder da próxima geração.

Além disso, acredita que métricas como número de jogadores, jogadores online, número de amigos, frequência com que jogam e até os jogos que jogam começam a ter muito mais importância do que o número de consolas vendidas.

Salta para os comentários (70)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Fortnite é um pesadelo, diz José Mourinho

Os jogadores passam demasiado tempo a jogar.

Parte 2 de Fantasian está quase pronta

Mistwalker promete que será maior que a primeira.

Artigo | Spider-Man: Miles Morales tem algo a ensinar aos jogos em mundo aberto

Insomniac Games ressuscitou uma sensação que pensava perdida.

Comentários (70)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários