Novas medidas para combater o racismo em Call of Duty

Promete mais bans permanentes e restrições nos nomes.

Um pouco por toda a indústria estamos a ver companhias a juntarem-se na luta contra o racismo, um movimento despoletado pela chocante morte de George Floyd nos Estados Unidos da América.

Mostrando que leva o assunto a sério, a Infinity Ward, o estúdio responsável por Call of Duty: Modern Warfare e pelo modo Warzone, delineou uma série de medidas que serão implementadas para combater o racismo nos seus jogos.

A primeira destas medidas é dedicar mais recursos para analisar e encontrar mais conteúdos racistas, aumentar os sistemas de denúncias para aumentar as pessoas banidas por cada hora, e adicionar mais filtros e restrições às mudanças de nome.

A última promessa é aumentar o número de bans permanentes para excluir do jogo pessoas que tenham feito repetidas ofensas.

Salta para os comentários (10)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (10)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários