PlatinumGames diz que a Switch foi revolucionária e não sente o mesmo na PS5 e Xbox Series X

Mas admite que ainda não vimos tudo da próxima geração.

A PlatinumGames voltou a falar a expressar o seu encanto pela Nintendo Switch e como acredita que se trata de uma plataforma revolucionária, algo que não consegue dizer sobre a Xbox Series X e PlayStation 5, pelo menos tendo em conta o que foi apresentado.

Em Julho de 2019, Atsushi Inaba, um dos líderes do estúdio japonês, comentou que a PS5 e a Xbox Series X são mais do mesmo, enquanto encara a Switch como uma plataforma que refrescou a indústria e entusiasma.

Quase um ano depois, numa recente entrevista com o VGC, Inaba foi novamente questionado sobre esse tema e reafirmou que se sente praticamente o mesmo, apesar de estar disposto a ver tudo o que a Xbox Series X e PS5 têm para dar.

"Sinto que quando dei essa resposta, surgiram imensas críticas online sobre eu transparecer como arrogante ou algo assim! Eu estava a tentar dizer que....eu joguei recentemente Final Fantasy 7 Remake e muita coisa mudou desde o original, especialmente com as melhorias gráficas. Estou sempre contente por ver que estes criadores estão a quebrar os seus limites para alcançar mais melhorias visuais e na tecnologia, estou contente por sermos capazes de fazer mais com cada consola," disse Inaba.

Inaba relembrou a transição da pixel art para polígonos 3D, com o exemplo da Super Nintendo para a PlayStation, e como as pessoas ficaram estupefactas com o que estava a ser alcançado nos videojogos, algo fresco e diferente.

"No entanto, sinto que os anúncios que tivemos para as recentes gerações de consolas, apesar de bons e interessantes, claro que estou contente por os criadores terem melhor tecnologia com a qual trabalhar, é um futuro 'previsível'. Não existe uma grande surpresa ou qualidade inesperada que senti com os saltos em anteriores consolas. Agora vejo o anúncio e penso 'oh, isso é fixe' e depois no minuto seguinte penso 'hmmm...o que vou ver na Netflix logo à noite?'"

Para Inaba, o exemplo é a Nintendo Switch que "foi muito revolucionária na forma como foi capaz de simplesmente pegar na consola caseira e torná-la portátil. É algo que não viste muitas pessoas a fazer antes: pegou numa parede, que talvez muitas pessoas nem sequer sabiam que existia, e deitou-a abaixo."

Inaba não quer soar muito negativo sobre a Xbox Series X e PS5, mas diz que plataformas como a Game Boy e DS trouxeram imensas surpresas, muito acima de "simples melhorias gráficas" ou jogos que ficam maiores ou carregam mais rápido. Admite que são coisas boas, mas não surpreendem.

"Penso que é muito provável que exista uma qualidade nessas consolas que possa ser uma espécie de revolução, que mude como os jogos são jogados. Se for esse o caso, talvez me possam espantar."

Salta para os comentários (64)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Conferências Gamescom 2019 - Confere as datas e horas

O teu guia para o maior evento de videojogos do ano.

A Switch Lite tem melhor bateria

É ainda mais pequena e leve que o modelo original.

A Switch Lite não veio para substituir a 3DS

Enquanto houver procura, a velha portátil será suportada.

Anunciada a Nintendo Switch Lite

Exclusivamente portátil e mais barata.

Comentários (64)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários