G2A admite que vendeu chaves roubadas e reembolsa produtores

Promete pagar 10 vezes o dinheiro perdido.

Provavelmente já ouviste falar da G2A, uma plataforma de venda de chaves para jogos, DLCs e subscrições que pratica preços aliciantes, mais baixos do que as outras plataformas de distribuição digital.

Há muito tempo que a G2A tem vindo a ser acusada de vender chaves roubadas - isto é, chaves que foram obtidas recorrendo a esquemas com cartões de crédito roubados e outras falcatruas - o que prejudica os produtores de videojogos.

Numa das suas publicações recentes, a G2A admitiu que isto é verdade, pelo menos num caso concreto. Em Julho de 2019 a G2A anunciou que estava disposta a reembolsar com um multiplicador de 10 vezes os produtores que provassem que chaves roubadas tinham sido vendidas através da sua plataforma.

A Wube Software, os produtores do jogo Factorio, foram os únicos a insistir na oferta da G2A. Depois de uma investigação levada a cabo pela própria G2A, foi determinado que das 321 chaves que os produtores deram como roubadas, 198 foram vendidas através do G2A. Assume-se que as restantes 123 chaves ilegítimas foram vendidas noutras plataformas semelhantes.

Cumprindo a sua promessa, a G2A vai pagar à Wube Software 10 vezes o valor gasto em reembolsos através dos bancos.

"Quando lançamos esta oferta, queríamos mandar uma mensagem clara à comunidade de videojogos de que a fraude prejudica toda a gente. Tal como dito neste blogue, a fraude prejudica directamente os indivíduos que compram chaves ilegítimas, prejudica os produtores e ultimamente prejudica a G2A porque somos forçados - como os facilitadores da transacção - a cobrir os custos associados à venda", foi dito.

G2A_chaves_roubadas

Salta para os comentários (20)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Conferências Gamescom 2019 - Confere as datas e horas

O teu guia para o maior evento de videojogos do ano.

A Switch Lite tem melhor bateria

É ainda mais pequena e leve que o modelo original.

A Switch Lite não veio para substituir a 3DS

Enquanto houver procura, a velha portátil será suportada.

Anunciada a Nintendo Switch Lite

Exclusivamente portátil e mais barata.

Comentários (20)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários