CERO fecha portas durante um mês

A indústria Japonesa poderá sentir um pesado efeito.

As autoridades japonesas decretaram o estado de emergência no Japão, como medida especial contra a pandemia COVID-19, o que terá efeitos em diversas companhias relacionadas com os videojogos.

Uma delas é a CERO, a companhia responsável pela classificação etária em todos os videojogos lançados no Japão, que anunciou o encerramento temporário durante um mês.

O estado de emergência durará até 6 de Maio e foi pedido aos cidadãos que pratiquem o isolamento social, algo que a CERO cumprirá e que afectará o processo do seu trabalho.

Sem a classificação da CERO, os videojogos não podem ser colocados à venda e para realizar o seu trabalho, a CERO faz uma triagem de diversas regras éticas em cada jogos, processo esse que é depois avaliado por um juiz externo que visita os seus escritórios.

Ao fechar, a CERO não poderá receber novos pedidos de classificação ou os juízes externos que avaliam a sua triagem ética.

Perante este encerramento de um mês, a indústria dos videojogos poderá ser afectada de uma forma inesperada, pelo menos no Japão, pois até um simples trailer de revelação precisa de uma classificação CERO.

Os títulos que os funcionários da CERO tinham em mãos não foram terminados e agora surgem incógnitas sobre os jogos que poderão sair afectados deste encerramento temporário.

Além de afectar o lançamento de jogos, também poderá afectar anúncios.

Salta para os comentários (1)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (1)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários