Street Fighter 5: Champion Edition - a versão suprema de um dos melhores jogos do género

A Capcom deu a volta por cima

Para o bem e para o mal, Street Fighter 5 tornou-se num dos principais representantes desta actual geração. Foi pensado como um jogo a longo prazo, em constante actualização, que te permitiria através de uma só edição continuar a jogá-lo ao longo de vários anos. Na teoria, tinha tudo para figurar como um autêntico sonho, mas na prática o tiro saiu pela culatra. Lançado 7 anos após o memorável Street Fighter 4, em Fevereiro de 2016, chegou numa altura em que muitas companhias ainda estavam a tentar encontrar o seu espaço e formas de manterem relevantes séries históricas, numa era mais focada para os eSports e jogadores com pouco tempo para jogar na sala.

Street Fighter 5 chegou numa altura em que a Capcom era vista como a incontestável rainha e senhora dos fighting games, mas como bem sabes, o jogo não esteve à altura da qualidade da série. Como referimos na análise, deixou-nos a suspirar pelas novidades e melhorias esperadas de um jogo pensado a longo prazo. Apesar dos visuais fantásticos e do gameplay equilibrar com mestria o familiar com novidade, especialmente com a ajuda das mecânicas V-Skill e V-System, Street Fighter 5 deixou mesmo muito a desejar. O elenco de 16 lutadores (4 estreantes) incluiu suficiente frescura para desafiar fãs de longa data, mas o terrível online e a inacreditável falta de conteúdos para um jogo vendido a preço completo deixaram-nos estupefactos.

Lançado como uma espécie de Street Fighter 5: Early Access a preço completo e afectado por um online muito fraco, particularmente infeliz num jogo tão virado para os eSports, a Capcom conseguiu a impensável tarefa de alienar os dois tipos de público alvo: os que preferem a experiência clássica a solo ou local com amigos e ainda os que pensavam no lado online.

Essa má imagem inicial é difícil de esquecer e da qual ainda hoje tem dificuldades em se distanciar, mas a verdade é que a Capcom insistiu e, tal como o plano original indicava, continuou a actualizar Street Fighter 5 com melhorias e novidades. Perto de completar dois anos de vida, Street Fighter 5 recebeu a sua Arcade Edition (premiada com um Obrigatório na nossa análise pois finalmente limpava a má imagem da versão original). Mantendo-se fiel à sua promessa, todas as novidades estavam disponíveis na versão original e todos os que investiram o seu tempo podiam comprar novos lutadores com Fight Money ganho a jogar.

Esta Street Fighter 5: Arcade Edition dá acesso imediato aos 32 personagens, os que foram lançados até Janeiro de 2018 e disponíveis na Season 3, apresentava um modo Arcade completo e digno desse nome, mas mais importante, transformava-o num jogo completo, digno de estar nas lojas. A má imagem do lançamento foi finalmente limpa e o profundo gameplay, altamente envolvente e um grande vício, foi acompanhado por um robusto pacote com diversos modos de jogo e um número de personagens convincente. Adeus Acesso Antecipado, olá glorioso Street Fighter.

Agora, em Fevereiro de 2020, para celebrar o 4º aniversário de Street Fighter 5, a Capcom apresenta a Champion Edition, que pode ser descrita como a versão suprema do jogo, disponível por 29.99€ em separado ou 24.99€ como DLC. Street Fighter 5: Champion Edition dá-te acesso imediato a 40 personagens, mais de 30 cenários e uma quantidade incrível de fatos (que podes ganhar com FM ao jogá-lo), mas o mais importante é a recente actualização ao modo online que finalmente o deixa num estado digno de ser considerado como um dos melhores fighting games da geração.

Diversão a Solo ou Online

Em 2018, com a Arcade Edition, a Capcom já entregou uma versão final e digna do nome Street Fighter, especialmente para quem tanto procurava um jogo para jogar a solo e ocasionalmente enfrentar amigos no sofá. Com a ajuda dos modos Arcade e Cinematic Story, Street Fighter 5 ganhou a tão desejada experiência que devia estar disponível desde o dia de lançamento. Neste sentido, a Champion Edition nada mais é do que uma espécie de atalho para quem só agora vai entrar em Street Fighter 5, dá-te acesso imediato a todos os personagens, a quase todos os fatos e cenários (os dos packs Capcom Pro Tour não estão incluídos) sem necessidade de amealhar FM.

street_fighter_5_champion_edition_arcade
As diferentes rotas do Arcade simulam os modos de diversos jogos marcantes da série.

Isto significa que terás imensos modos a solo como Sobrevivência, Desafios, Treino, Team Battle, juntamente com os já referidos Arcade Mode e Cinematic Story. O Arcade Mode em particular é um autêntico mimo. A Capcom decidiu recriar dentro de Street Fighter 5 os modos Arcade dos mais icónicos jogos da série, com os personagens comuns entre os diversos jogos. Através de diferentes rotas do Arcade Mode, podes recriar os modos Arcade de jogos como Street Fighter 1, 2, 3, 4 e ainda do primeiro Alpha. Nestas rotas, apenas personagens que estiveram nesses jogos podem ser escolhidas.

No entanto, a grande novidade é a actualização ao netcode e isto é incrivelmente significativo para Street Fighter 5. Há 4 anos que os fãs pediam melhorias e recentemente, com o mod de um fã para a versão PC, as coisas apenas pioraram. Uma só pessoa conseguiu fazer o que a Capcom não fez em anos, um modo online divertido e sem problemas gravíssimos de fluidez. Ao longo desta semana, jogamos na PlayStation 4 contra jogadores na PlayStation 4 e PC, com resultados mistos, mas todos eles largamente superiores ao que acontecia antes da actualização.

É uma transformação da noite para o dia. A Capcom promete continuar a melhorar o online de acordo com o feedback dos jogadores, mas o estado actual já nos permite ter gosto em entrar no modo online. Esta era a última peça do puzzle e agora está colocada no lugar. Convém relembrar que todas as actualizações e conteúdos estão acessíveis em todas as versões e não apenas na Champion Edition, tal como o futuro Tournament Mode que está a ser testado pelos jogadores.

Incrível quantidade de conteúdos

Esta Champion Edition é, como referido, um atalho que te dá acesso imediato a todos os conteúdos que de outra forma podias ganhar com FM que amealhaste a jogar Street Fighter 5. O processo seria longo e até penoso, mas possível de alcançar sem gastar dinheiro extra, com aquela versão base disponível desde 2016 e entretanto actualizada ao longo dos anos. A Capcom cumpriu com a promessa que uma só compra te daria acesso a todas as actualizações e conteúdos, se assim quisesses, mas com 40 personagens disponíveis, a Champion Edition é tudo o que podias esperar de um Street Fighter e um jogo completo, especialmente se vais começar agora a jogar.

street_fighter_5_champion_edition_stages
Existem mais de 30 cenários e alguns deles com versões especiais

Mais de 200 fatos e 30 cenários também são números que a Capcom não se coíbe de usar e justifica-se. O elenco começou com 16 personagens (4 delas originais) repleto de omissões, mas ao longo de 4 Seasons, Street Fighter 5 ficou marcado por diversos regressos. Akuma, Sagat, Guile, Sakura, Alex, Balrog, Juri, Honda e Blanka são algumas das mais memoráveis personagens da série e que foram introduzidas ao longo destes anos. No meio de alguns desejados regressos, alguns deles inesperados (Cody, Poison e Urien, por exemplo), também existem imensas novidades.

Se Rashid, Laura, Necalli e F.A.N.G. representaram o sangue novo na versão inicial, a Capcom continuou a arriscar a apresentou novidades como Abigail, Ed, Kolin, Menat, Zeku, Falke, G, Kage e Lucia. Todas estas novas personagens aprofundam o gameplay de Street Fighter e representam novos desafios para os veteranos da série. Se pensas que conheces tudo sobre Street Fighter, prepara-te para a diversidade que estes novos lutadores significam para a fórmula da série e como demonstram a capacidade da Capcom em sair da zona de conforto. É certo que algumas funcionam melhor do que outras, mas no geral, a Capcom merece parabéns.

Digno de figurar entre os melhores

street_fighter_5_champion_edition_roster
Um elenco digno de um Street Fighter

Street Fighter 5 já tinha merecido o selo de Obrigatório em 2018 e esta Champion Edition apenas veio confirmar que a Capcom recuperou o nosso respeito e não merece continuar associada aos primeiros meses de terror. O modo online está agora num patamar satisfatório e apelativo, os modos a solo são convincentes, o leque de lutadores entusiasmante e os seus maiores valores continuam vibrantes. Os visuais, animações, golpes e o gameplay acessível, mas repleto de profundidade continua a ser o seu maior encanto. Street Fighter 5: Champion Edition é apenas mais uma forma de comprovar que a Capcom conseguiu um dos melhores jogos do seu género, nesta geração. O trambolhão inicial foi enorme, mas a recuperação foi ainda mais assinalável.

Publicidade

Salta para os comentários (44)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (44)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários