Criador de Danger Gazers disponibilizou o jogo nos Torrents e as vendas aumentaram 400%

"Existem pessoas que simplesmente não podem comprar o jogo."

Há quem acredite que um download de uma cópia pirata de qualquer produto digital equivale a uma venda perdida, mas então como é que se explica o que aconteceu com Danger Gazers?

Danger Gazers, um jogo de tiros arcade, foi lançado no Steam a 2 de Janeiro, custando 8,19€. Pouco depois, o estúdio independente que criou o jogo, o ShotX, disponibilizou-o nos torrents através do The Pirate Bay.

O acto não foi promovido de forma alguma nas redes sociais ou noutra plataforma. Na descrição do Torrent limitaram-se a dizer que era o jogo inteiro e pediam apenas que considerassem comprá-lo caso gostassem.

Shota Bobokhidze, o produtor, revelou ao Polygon que depois de lançar o seu próprio jogo num site de pirataria as vendas aumentaram 400%. Ao que parece, houve internautas que ficaram sensibilizados com o gesto e decidiram apoiar.

O produtor explicou no reddit Crack Watch os motivos que o levaram a partilhar um torrent do seu jogo:

"Existem pessoas que simplesmente não podem comprar o jogo, outras querem jogar antes de comprar, algumas nunca compram jogos. Apenas estou a tentar ajudar essas pessoas e tornar a situação o melhor possível," escreveu.

"Existem muitas formas de apoiar sem comprar o jogo, como espalhar a palavra sobre Danger Gazers, partilhar o torrent, dar feedback, o que quer que consigas fazer."

Embora a pirataria não seja propriamente positiva, o que aconteceu com Danger Gazers mostra que existe uma área cinzenta e que pode ser usada como uma forma de sensibilizar os jogadores.

Publicidade

Salta para os comentários (5)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (5)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários