CD Projekt e Andrzej Sapkowski assinam novo contrato sobre The Witcher

Com mais direitos e a confirmação do uso da propriedade.

A CD Projekt e Andrzej Sapkowski, autor dos livros que inspiraram os jogos e a nova série, assinaram um novo acordo sobre os direitos da propriedade.

No dia de estreia da nova série da Netflix, a CD Projekt RED anunciou o acordo, através do qual ganha novos direitos e confirma o seu direito a explorar a propriedade The Witcher em videojogos, novelas gráficas, jogos de tabuleiro e materiais promocionais.

Segundo partilhado, o "acordo satisfaz e clarifica por completo as necessidades e expectativas de ambas as partes, no passado e presente, e prepara um enquadramento para a futura cooperação entre as duas partes"

Os detalhes do acordo permanecem confidenciais, mas parece que Sapkowski, que em 2017 se queixou do negócio que fez, perante o sucesso mundial dos jogos, poderá ter finalmente alcançado um melhor acordo.

Sapkowski confessou em 2017 ao Eurogamer que "fui parvo o suficiente para vender-lhes os direitos para tudo."

"Ofereceram-me uma percentagem dos lucros. Eu disse, 'Não, não existirá lucro sequer, dêem-me todo o dinheiro agora! O dinheiro todo.' Fui estúpido o suficiente para deixar tudo nas mãos deles porque não acreditei no seu sucesso. Mas quem poderia prever esse sucesso? Eu não.

Agora, The Witcher é uma propriedade aclamada em todo o mundo e a CD Projekt RED poderá ter finalmente resolvido o problema com o autor Polaco, que frequentemente falou de forma negativa sobre os videojogos.

Adam Kiciński, patrão da CDPR, comentou que sempre "admiramos os trabalhos do senhor Sapkowski, uma grande inspiração para a equipa aqui na CD Projekt RED."

"Acredito que hoje fica assinalada uma nova era na nossa contínua relação."

De momento, a CD Projekt RED está ocupada com Cyberpunk 2077, mas já expressou a vontade de voltar ao mundo de The Witcher, mas não com Geralt.

Salta para os comentários (23)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (23)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários