Nolan North ficou chocado com aquela cena no início de The Last of Us

Jogou-o pela primeira vez e ficou incrédulo.

Nolan North, conhecido por dar voz a personagens como Nathan Drake na série Uncharted, apresenta semanalmente com Troy Baker, conhecido por da voz a personagens como Joel em The Last of Us, uma transmissão em directo chamada Retro Replay Show.

Após diversos pedidos da comunidade de fãs do programa, North e Baker decidiram jogar The Last of Us em directo, um jogo que Nolan North ainda não tinha jogado, mas que Baker conhece muito bem.

Os fãs do Retro Replay queriam ver a reacção de Nolan North a diversas cenas do jogo, mas especialmente à cena inicial do aclamado título da Naughty Dog. Apesar de ter sido lançado em 2013 para a PS4 e mais tarde convertido para a PlayStation 4, North ainda não o tinha jogado.

Com a companhia de Hana Hayes, a voz de Sarah em The Last of Us, Baker comenta como foi gravar aquela cena tão emocionalmente forte enquanto North joga os momentos iniciais, em que surgem os primeiros infectados e o caos se instala.

Durante os primeiros vinte minutos do vídeo, podes acompanhá-los durante o prólogo e é perceptível o desconforto dos actores ao relembrar os momentos intensos que tiveram de encenar. Baker diz ainda que tiveram de repetir a cena e que nem queria acreditar quando lhe disseram isso.

Aos 19 minutos do vídeo surge o momento que os espectadores tanto queriam ver. Nolan North assiste à cena intensa que marcou o arranque de The Last of Us para a grande maioria dos jogadores e fica chocado com o que acabou de ver.

Estes evento não serão descritos para evitar revelar demasiado para quem não o jogou, mas a face de North quando percebe finalmente o que a Naughty Dog tinha preparado para Joel é certamente similar a de muitos jogadores.

Após esta cena, North pausa o jogo para conversar sobre o quão arrojada e intensa é a cena para um videojogo. Neste momento, Baker aproveita para deixar grandes elogios à direcção de Neil Druckmann e ao talento na Naughty Dog.

A voz de Joel deixa ainda alguns elogios à Sony poder ter confiado na visão do estúdio e aceitar um jogo que começa de uma forma tão própria e diferente do que é esperado desta indústria.

Publicidade

Salta para os comentários (38)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (38)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários