Game Freak confirmou que reutilizaria modelos em Pokémon Sword e Shield

Está declarado no seu site oficial.

Pokémon é uma das propriedades mais populares da actualidade e isso significa que a pressão em torno da Game Freak sempre que desenvolve um novo videojogo na série.

No caso de Pokémon Sword e Shield, os mais recentes lançamentos e que estão a ser recebidos com entusiasmo, as coisas ficaram ainda mais intensas devido à passagem para a Nintendo Switch.

A consola híbrida da Nintendo enverga poder capaz de elevar Pokémon para um patamar simplesmente fora do alcance da Nintendo 3DS e isso aumentou ainda mais as expectativas em torno dos jogos.

No entanto, diversas declarações dos produtores da Game Freak geraram descontentamento e fortes críticas ao longo dos últimos meses. Desde a polémica em torno de uma National Pokédex incompleta aos visuais do jogo, a mais recente controvérsia instalou-se através do Twitter com a hastag #GameFreakLied.

A reutilização de assets e modelos das versões Nintendo 3DS ou apenas ligeiros refinamentos de algumas criaturas levaram muitos a criticar a Game Freak, alegando que contraria a explicação dada para a Pokédex incompleta: a necessidade de refazer os modelos para a entrada na Nintendo Switch. No entanto, isto poderá ser simplesmente o mais recente caso de problemas de tradução.

Segundo avançado pelo GaijinHunter, a Game Freak foi mal interpretada na sua explicação sobre os modelos dos Pokémon em Sword e Shield, especialmente porque no site oficial é listada essa reutilização dos modelos.

Numa entrevista apresentada no site oficial da Game Freak, um funcionário da companhia, chamado Y.Y., descreve que parte do seu trabalho é refinar modelos previamente feitos.

"Sou um artista técnico e estou principalmente encarregue da expressão dos modelos na série de jogos Pokémon. Mais especificamente, trabalho no desenvolvimento dos shaders para a Nintendo Switch, decido as especificações dos modelos e métodos para refinar de forma eficiente modelos anteriormente feitos."

Esta entrevista contraria claramente os motivos que deram origem a #GameFreakLied pois constata que a própria companhia declara de forma oficial que reutilizou modelos de jogos anteriores.

Apesar da confirmação oficial, isto certamente não evitará a sensação de desilusão na mente de muitos jogadores, mas parece que este é o mais recente caso de problemas na tradução.

Publicidade

Salta para os comentários (9)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (9)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários