Um protesto contra a Blizzard vai acontecer na Blizzcon 2019

Gamers for Freedom pede aos jogadores para mostrarem a importância da liberdade.

Naquilo que já pode ser considerado como um dos maiores desastres de Relações Públicas de 2019, a Blizzard decidiu banir um jogador profissional de Hearthstone de Hong Kong que mostrou o seu apoio aos protestos que estão a acontecer naquela cidade.

Depois de mostrar o seu apoio aos protestos de Hong Kong numa transmissão em directo, o jogador Chung "blitzchung" Wai foi alvo de uma penalização da Blizzard, que o baniu durante um ano. O jogador perdeu ainda todo o dinheiro que iria receber do torneio Grandmasters.

Os fãs da Blizzard e de videojogos no geral não gostaram da atitude da Blizzard. Não demorou muito até choverem acusações de que a companhia estava ignorar os seus próprios valores e de se aliar à China para censurar e limitar a liberdade de expressão dos jogadores profissionais.

Em resposta, a penalização de Chung "blitzchung" Wai foi reduzida para 6 meses e o dinheiro que iria receber do torneio restaurado. Mas o mal já estava feito e a reputação da Blizzard não podia estar pior neste momento.

Gamers For Freedom pedem protesto na BlizzCon 2019

O grupo de direitos digitais Fight for the Future, já conhecido por organizar enormes protestos, lançou a página Gamers For Freedom, uma campanha contra a censura da Blizzard. O grupo pede aos jogadores para assinarem uma petição a favor da liberdade de expressão na "América, Hong Kong, China e em todos os lugares onde jogamos".

Não ficando pela petição, o grupo pede um protesto contra a Blizzard na BlizzCon 2019. O símbolo para o protesto será o mesmo dos protestos de Hong Kong: um guarda-chuva. O protesto está marcado para 1 de Novembro e vai durar o dia todo.

"Com jogadores e jornalistas de todo o mundo, a BlizzCon será a oportunidade perfeita para nós mostrarmos à Blizzard quão importante é a liberdade. Traz um guarda-chuva - o símbolo de liberdade em Hong Kong - e junta-te a nós a 1 de Novembro para um dia épico de protestos com centenas de outros jogadores que se importam", está escrito na página do movimento.

protestos_blizzcon_2019

Salta para os comentários (18)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Microsoft faz questão de esclarecer que a Xbox ganha dinheiro

Apenas perdem com a venda de consolas, mas recuperam com os jogos e serviços.

Elon Musk torna-se Wario em programa de comédia

Um dos homens mais ricos do mundo apresentou o Saturday Night Live.

Dragon Ball Super terá novo filme em 2022

Akira Toriyama fala numa personagem inesperada e estética visual arrojada.

Também no site...

Microsoft faz questão de esclarecer que a Xbox ganha dinheiro

Apenas perdem com a venda de consolas, mas recuperam com os jogos e serviços.

Elon Musk torna-se Wario em programa de comédia

Um dos homens mais ricos do mundo apresentou o Saturday Night Live.

SEGA não confirma Lost Judgment para PC

Não tem nada para anunciar por enquanto.

Dragon Ball Super terá novo filme em 2022

Akira Toriyama fala numa personagem inesperada e estética visual arrojada.

Designer de Metroid Prime não acredita na Trilogia na Switch

Seria um esforço hercúleo converter o terceiro jogo.

Comentários (18)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários