"A Switch não deve ser tratada como uma plataforma secundária"

É o apelo da Virtuos.

A Virtuos acredita que as editoras e estúdios têm muito a ganhar se tratarem a Nintendo Switch com o respeito que ela merece e lançarem as versões híbridas dos seus jogos no dia de lançamento.

Responsável por conversões de jogos como Dark Souls Remastered, L.A. Noire e Final Fantasy 12, a Virtuos está agora a trabalhar na versão Nintendo Switch de The Outer Worlds e em conversa com o Games Industry, defendeu que a consola deve ser apoiada com mais força.

Elijah Freeman, vice presidente da Virtuos, diz que os estúdios e editoras não devem tratar a Switch como uma consola de segunda categoria.

"A primeira coisa que recomendo é não tratar a Switch como uma plataforma secundária e planear lançamentos simultâneos da versão Switch do teu jogo," diz Freeman.

1

"Olha para a Switch como uma forma de rejuvenescer uma marca. A audiência é mais nova daquela que habitualmente tem outras consolas, por isso, ter a tua PI na Switch é uma boa forma de investir no futuro."

Freeman diz mesmo que a versão Switch deve ser encarada com atenção e receber funcionalidades específicas, sendo um erro deixar que a consola da Nintendo passe despercebida.

"Na verdade, não tirar vantagem da maior plataforma portátil de videojogos disponível no mercado poderá ser visto como uma oportunidade perdida."

Publicidade

Salta para os comentários (104)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Dragon Ball Kakarot: Vegito e Gohan adulto serão jogáveis

Kid Buu será um dos bosses que vais enfrentar.

Fortnite tem agora áudio para headphones 3D

Vais conseguir perceber exactamente onde estão os adversários.

Também no site...

Comentários (104)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários