Naughty Dog justifica a violência de The Last of Us: Part 2

"É realmente importante para nós é criar um mundo credível."

The Last of Us: Part 2 é um jogo extremamente violento. Agora que já tivemos a oportunidade de jogar, pudemos sentir essa violência em primeira mão, que acontece sempre que Ellie tem que lidar com inimigos.

As execuções do jogo - quando Ellie degola inimigos com a sua navalha ou recorre a armas mais poderosas como machados e manchetes - são chocantes até mesmo para quem já habituado a jogos violentos. Mas existe uma justificação.

Na nossa entrevista com Emilia Schatz, co-lead designer, perguntamos se o ódio e a vingança, os temas da Part 2, são o motivo para este maior nível de violência. Confere a resposta:

"Penso que o ódio e a violência são um touchdown para o jogo, mas existem mais coisas a acontecer na história," disse Emilia Schatz, co-lead designer.

"Quanto à violência, o que é realmente importante para nós é criar um mundo credível. O motivo pelo qual isso é importante é porque queremos que os inimigos e todas as personagens pareçam pessoas reais, humanos. É por isso que todos os inimigos têm o seu próprio nome."

"Podes ouvir um NPC a chamar pelo seu amigo, se lhe deres um tiro à frente do amigo podes ouvir a sua angústia. Queremos ver as consequências das tuas acções, queremos que sintas isso porqeu torna-se no núcleo para vários temas da nossa narrativa."

"Queremos que os inimigos e todas as personagens pareçam pessoas reais"

"Mesmo que tenhas as melhores intenções e queiras consertar as coisas, estás à procura de vingança. As tuas acções acabam por ter consequências que não estavas a planear. Isto está inserido num círculo de vingança."

"Se tenho a minha vingança, mato alguém que é amado por outra pessoa e depois ripostam... tudo está relacionado com este ciclo que realmente nunca termina e acaba por escalar. Por isso, a representação de violência é necessária para criar aquele elemento humano."

"Eu fico desconfortável com o nível de violência e é isso que queremos que sintas. Não estamos a glorificar a violência. Existe uma grande diferença entre representar violência e gore, e a sua glorificação. Não é uma coisa para ficar orgulhoso."

"Quando matas alguém em The Last of Us, parece justificado mas é difícil de ser fazer. É algo que tens de fazer para atingir os teus objectivos."

The Last of Us: Part 2 será lançado a 21 de Fevereiro para a PS4.

Publicidade

Salta para os comentários (37)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Ghost of Tsushima está impressionante e estas imagens provam isso

Jogo da Sucker Punch passou pelos Game Awards

The Game Awards - Todas as novidades numa página

A Xbox Series X, os vencedores, jogos PS5 e mais.

Também no site...

Comentários (37)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários