Naughty Dog justifica a violência de The Last of Us: Part 2

"É realmente importante para nós é criar um mundo credível."

The Last of Us: Part 2 é um jogo extremamente violento. Agora que já tivemos a oportunidade de jogar, pudemos sentir essa violência em primeira mão, que acontece sempre que Ellie tem que lidar com inimigos.

As execuções do jogo - quando Ellie degola inimigos com a sua navalha ou recorre a armas mais poderosas como machados e manchetes - são chocantes até mesmo para quem já habituado a jogos violentos. Mas existe uma justificação.

Na nossa entrevista com Emilia Schatz, co-lead designer, perguntamos se o ódio e a vingança, os temas da Part 2, são o motivo para este maior nível de violência. Confere a resposta:

"Penso que o ódio e a violência são um touchdown para o jogo, mas existem mais coisas a acontecer na história," disse Emilia Schatz, co-lead designer.

"Quanto à violência, o que é realmente importante para nós é criar um mundo credível. O motivo pelo qual isso é importante é porque queremos que os inimigos e todas as personagens pareçam pessoas reais, humanos. É por isso que todos os inimigos têm o seu próprio nome."

"Podes ouvir um NPC a chamar pelo seu amigo, se lhe deres um tiro à frente do amigo podes ouvir a sua angústia. Queremos ver as consequências das tuas acções, queremos que sintas isso porqeu torna-se no núcleo para vários temas da nossa narrativa."

"Queremos que os inimigos e todas as personagens pareçam pessoas reais"

"Mesmo que tenhas as melhores intenções e queiras consertar as coisas, estás à procura de vingança. As tuas acções acabam por ter consequências que não estavas a planear. Isto está inserido num círculo de vingança."

"Se tenho a minha vingança, mato alguém que é amado por outra pessoa e depois ripostam... tudo está relacionado com este ciclo que realmente nunca termina e acaba por escalar. Por isso, a representação de violência é necessária para criar aquele elemento humano."

"Eu fico desconfortável com o nível de violência e é isso que queremos que sintas. Não estamos a glorificar a violência. Existe uma grande diferença entre representar violência e gore, e a sua glorificação. Não é uma coisa para ficar orgulhoso."

"Quando matas alguém em The Last of Us, parece justificado mas é difícil de ser fazer. É algo que tens de fazer para atingir os teus objectivos."

The Last of Us: Part 2 será lançado a 21 de Fevereiro para a PS4.

Publicidade

Salta para os comentários (37)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Dragon Ball Kakarot: Vegito e Gohan adulto serão jogáveis

Kid Buu será um dos bosses que vais enfrentar.

Fortnite tem agora áudio para headphones 3D

Vais conseguir perceber exactamente onde estão os adversários.

Também no site...

Comentários (37)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários