Death Stranding é uma metáfora sobre a América, diz Kojima

Fala da actual sociedade e a desunião entre as pessoas.

Death Stranding é o próximo e misterioso jogo de Hideo Kojima, aclamado criador Japonês que está agora a revelar mais do seu jogo.

Kojima colocará o seu jogo nas lojas a 8 de Novembro e perante a aproximação da data de lançamento, começa a revelar mais informações sobre o gameplay e sobre a sua visão para o mundo e narrativa.

Numa recente entrevista com o Game Informer, Kojima foi questionado sobre as semelhanças nas temáticas de Death Stranding e o estado actual dos Estados Unidos da América, confirmando que o jogo é uma metáfora do actual estado desse país.

"É sobre a América, mas criei deliberadamente um mapa que não é correctamente a América. Talvez pareça o Japão daquele ângulo. Não quero que as pessoas pensem em 'América', mas 'onde estás'. Depende de quem o está a ver."

"E claro, é no futuro e todos estão conectados pela internet, mas todos estão fragmentados. Também é uma espécie de metáfora. Sam não está feliz da vida por conectar a América; a sua motivação é salvar a Amelie e uma frota inteira de pessoas sensíveis vão partilhar a mesma atitude. Terão de o fazer pois estão numa missão. Elas nunca querem ir."

"Sam até se queixa muito nesta jornada, dizendo 'Porque estou a fazer isto?' E essa é a mesma posição na qual os jogadores se podem encontrar. 'Porque estou a fazer isto. É muito duro, solitário e isolado!' Quando jogares e conectares, existe drama, preppers, enredo; começas a sentir que uma conexão poderá ser uma sensação muito boa. Mas não digo que seja positivo ou negativo conectar. Caberá aos jogadores perceber como se sentem ao jogar."

Kojima diz mesmo que alguns dos elementos sociais são uma espécie de alfinetada para os EUA de Donald Trump e para o que se tem passado na União Europeia, relembrando ainda que "quando te conectas, podes usar os serviços da UCA, mas ao mesmo tempo, estão a recolher a tua informação 24 horas por dia," o que sugere uma referência ao que se passou com o escândalo da Cambridge Analytica.

Salta para os comentários (7)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (7)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários