Borderlands 3 oferece um desempenho sólido na PS4 e Xbox One

Corre com maior suavidade nas duas do que no modo de 30fps da PS4 Pro.

Devíamos ter testado as consolas base primeiro. Em vez disso, começamos a nossa cobertura de Borderlands 3 testando o jogo na Xbox One X e PlayStation 4 Pro, onde os resultados foram mistos, no mínimo. Felizmente, a história é significativamente mais positiva quando testamos Borderlands 3 nas consolas padrão - não é perfeito de maneira alguma, existem alguns problemas frustrantes, mas as partes fundamentais são sólidas e o jogo está bom.

Provavelmente, o sucesso de Borderlands 3 na PS4 e Xbox One é o facto da produtora, a Gearbox, ter essencialmente jogado pelo seguro. A evidência sugere que, pelo menos nas consolas, é a PlayStation 4 normal a principal plataforma: 1080p é a resolução alvo com um desempenho superior ao modo de resolução da Pro, que tem os 1800p como alvo - um aumento de 178% em contagem de pixels quando a consola apenas consegue entregar duas vezes o desempenho.

Obviamente, a qualidade da imagem é afectada em comparação - e há alguns problemas com pop-in e streaming de texturas mais agressivos. No entanto, as taxas de fotogramas são muito melhores: facilmente mais altas que o modo de resolução da Pro e mais consistentes que o modo de desempenho um tanto instável na máquina aprimorada. A melhor palavra para descrever Borderlands 3 na PS4 seria 'sólido' - pelo menos nas fases iniciais do jogo. Tirando isso, o jogo é muito parecido com a versão Pro que já testamos, tanto em termos positivos como negativos - visto de perto, o trabalho de texturas ainda possui uma aparência dura em todas as plataformas.

Olhando para o jogo em execução na Xbox One S, a Gearbox foi em frente e fez o compromisso que não parecia querer fazer na PS4 Pro - a resolução é reduzida para 1600x900. Existem outros ajustes também. A filtragem anisotrópica foi reduzida em comparação à PS4 base, resultando em texturas de solo com uma aparência húmida vistas de determinados ângulos, enquanto que a folhagem também é de menor densidade. Como suspeitávamos, ao olhar para a versão X, parece que os cortes feitos pela Gearbox para a S persistiram inesperadamente no jogo na X, onde esses mesmos problemas são visíveis - e esperamos que possam ser corrigidos. Além disso, notei uma geometria de qualidade inferior nos ambientes mas, tirando isso, Borderlands 3 na Xbox One básica aguenta-se muito bem.

Borderlands 3 recebeu uma análise completa nas máquinas base - onde a PS4 e a Xbox One se adaptam muito bem com um sólido bloqueio nos 30fps. No entanto, conseguem superar a versão PS4 Pro no modo de resolução com 30fps.

Tudo isto leva-nos ao desempenho - a área em que as consolas aprimoradas tiveram problemas genuínos. Tanto a PS4 Pro quanto a Xbox One X apresentam modos de desempenho e resolução, permitindo que os utilizadores escolham entre um modo de saída 1080p que desbloqueia a taxa de fotogramas e um modo de qualidade 1800p projectado para tirar o melhor proveito de um ecrã 4K. Presumivelmente, devido a problemas de CPU, o modo de desempenho ficou aquém das expectativas, enquanto apenas a Xbox One X proporcionou uma experiência de 30fps razoavelmente consistente no modo de resolução. Em comparação, o modo de resolução da Pro fica aquém, com taxas de fotogramas entre os 20 e 30 fps.

Perfis de desempenho seleccionáveis para as máquinas base estão fora de questão - recebes o que te é dado, e resulta bem. Tanto a Xbox One como a PlayStation 4 têm como objectivo 30 fotogramas por segundo e, na maioria das vezes, é isso que obténs - com uma persistência de 33.3ms por fotograma implementada correctamente. O limite de 30fps também faz um bom trabalho em esconder os soluços e gaguez que vimos mais obviamente no modo de desempenho da Pro, mas ainda estão lá - são simplesmente menos perceptíveis, mais notável ao subires de nível ou quando novos inimigos aparecem.

De um modo geral, existe a sensação de que Borderlands 3 é uma experiência geralmente mais estável nas máquinas básicas - certamente mais do que a versão PS4 Pro e praticamente igual à Xbox One X na sua configuração de 1800p. Há uma grande ressalva, no entanto, que é a navegação e resposta no menu. Embora aceitável nas máquinas aprimoradas, a nossa teoria é que os relógios do CPU mais baixos nas consolas padrão são responsáveis pela interface do utilizador excepcionalmente lenta, o que faz com que seja difícil de usar. Pode levar meio segundo para alternar entre as opções ou até mesmo mudar a tua arma.

Xbox One XPlayStation 4 ProPlayStation 4Xbox One
Borderlands 3 é renderizado a 3200x1800 na PS4 Pro e Xbox One X - no modo de resolução - enquanto na PS4 básica é executado a 1080p e na Xbox One a 900p. Nota: a filtragem da textura é pior nas duas máquinas Xbox, que também mostram menor densidade de folhagem.
Xbox One XPlayStation 4 ProPlayStation 4Xbox One
A qualidade geral dos modelos e da textura é igual em todas as quatro plataformas - com um curioso problema de gamma nas máquinas Xbox One.
Xbox One XPlayStation 4 ProPlayStation 4Xbox One
Esta imagem revela o enorme abismo na qualidade da filtragem de textura - até a PS4 oferece uma configuração mais alta que a Xbox One X.
Xbox One XPlayStation 4 ProPlayStation 4Xbox One
A Gearbox busca a paridade de efeitos e iluminação noutros lugares - sugerindo que mais ajustes nas configurações possam criar melhor desempenho nas máquinas aprimoradas.

Agora que olhamos para todas as quatro variantes de consola do jogo, quais são as conclusões? Bem, à medida que nos aproximamos do final da geração, houve inúmeros títulos que parecem ambiciosos demais para oferecer um desempenho consistente nas consolas básicas, e temos de observar as máquinas aprimoradas para oferecer uma jogabilidade melhor e mais consistente. Borderlands 3 efectivamente reverte isso: é difícil evitar a sensação de que o foco principal está na PlayStation 4 e Xbox One padrão, que estão muito bons e funcionam bem de uma forma geral. Não tenho a certeza se existe alguma solução para melhorar o estado da arte de baixa resolução, mas certamente espero ver algum trabalho de optimização colocado no frustrante sistema de menus.

Ainda assim, a surpresa aqui prende-se com o facto do trabalho realizado para as máquinas aprimoradas não ser tão robusto quanto os equivalentes das consolas básicas. Isso é especialmente perceptível na PS4 Pro, onde o modo de desempenho realmente entra em conflito nalguns pontos, com o modo de resolução a ter um pior desempenho que a versão padrão da PS4. Reduzir a resolução para 1620p ou até 1440p seria preferível à jogabilidade abaixo dos 30fps.

Enquanto isso, a Xbox One X comporta-se significativamente melhor, mas ainda não é a versão definitiva: o objectivo dos 60fps no modo de desempenho não é entregue de forma consistente e, enquanto o modo de resolução é executado na maioria das vezes a 30 fotogramas por segundo, os cortes na filtragem de texturas e na densidade da folhagem herdados da versão base não deveriam estar lá. O último ponto, pelo menos, deve ser facilmente corrigível.

Borderlands 3 é uma experiência mista nas consolas, mas pelo menos as máquinas com as maiores bases instaladas têm uma experiência divertida e sem problemas - com a Xbox One X a replicar isso com uma contagem de pixels maior. Existem problemas a resolver, especialmente na PlayStation 4 Pro. E quanto ao PC? Veremos isso brevemente!

Publicidade

Salta para os comentários (28)

Sobre o Autor

Thomas Morgan

Thomas Morgan

Senior Staff Writer, Digital Foundry

32-bit era nostalgic and gadget enthusiast Tom has been writing for Eurogamer and Digital Foundry since 2011. His favourite games include Gitaroo Man, F-Zero GX and StarCraft 2.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (28)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários