As consolas terão taxa de importação nos E.U.A. a partir de Dezembro

Por enquanto estão isentas.

A Sony, Microsoft e Nintendo podem respirar de alívio, por enquanto. A administração de Donald Trump anunciou que as consolas de videojogos estão isentas da taxa de importação de 10% até 15 de Dezembro (via VentureBeat)

A taxa, aplicada faz parte de uma guerra de comércio entre os Estados Unidos e a China que escalou em 2019. Na nova lista de excepções publicada pela administração, estão produtos como consolas de videojogos, smartphones, computadores portáteis, monitores, certos brinquedos e certos itens de calçado e roupa.

No entanto, esta lista de excepções apenas é válida até 15 de Dezembro. Após essa data, a taxa de importação de 10% a produtos fabricados e importados da China entrará em vigor (a não ser que a administração decida prolongar o prazo).

Em Junho, a Sony, Microsoft e Nintendo aliaram-se e enviaram uma declaração à Administração dos Estados Unidos listando os efeitos nefastos que a taxa de importação terá na indústria dos videojogos.

"Embora apreciemos os esforços da Adminstração dos Estados Unidos para proteger propriedade intelectual e preservar a liderança na tecnologia de ponta, o prejuízo desproporcionado causado por estas taxas aos consumidores e negócios vai debilitar - e não avançar - estes objectivos," foi dito na declaração.

Salta para os comentários (77)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Também no site...

O que estamos a jogar - 26 Setembro

E tu, a que jogos tens dedicado o teu tempo?

As melhorias feitas para Alan Wake Remastered

Remedy mostra vídeo a comparar com o original.

Recomendado | Lost Judgment review - noir contemporâneo fascinante

Uma das melhores experiências narrativas do ano.

Comentários (77)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários