Sony corrige exploit da PS Vita que abria as portas à pirataria

Já não fabrica a consola, mas ainda está de guarda.

A Sony já não fabrica mais consolas PS Vita e exclui-a das ofertas mensais do PS Plus, mas ainda está decidida a corrigir as falhas de segurança da consola.

Uma nova actualização de firmware (v3.71) ficou disponível esta semana e o seu propósito é corrigir uma falha de segurança na consola que permite aos utilizadores instalar Homebrew (e por sua vez jogos pirata).

Os utilizadores que optaram por explorar esta falha de segurança, chamada Trinity, podem não instalar a actualização de firmware e continuar a usufruir das possibilidades do homebrew.

A desvantagem de não instalar a versão mais recente de firmware é perder o acesso à PlayStation Network, mas para aqueles que querem transformar a PS Vita numa máquina de pirataria, isso pouco importará.

Por enquanto, os utilizadores do Reddit Vitahacks relatam que ainda existe um método de aceder à PlayStation Network sem actualizar o firmware, mas especulam que não será para sempre.

ps_vita
A PS Vita foi originalmente lançada em 2012.

Publicidade

Salta para os comentários (25)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Dev Kit PS5 renderizado em 3D

Será uma amostra do design da consola.

Death Stranding - Trailer gameplay a 4K

Vê gameplay do jogo com mais qualidade.

Cyberpunk 2077 estará no Tokyo Game Show

Spike Chunsoft promoverá o jogo da CD Projekt RED.

Também no site...

Dragon Ball Z: Kakarot destaca Cell nas novas imagens

O poderoso guerreiro vindo do futuro.

Ghostrunner recebe vídeo com gameplay

Acção frenética na primeira pessoa.

Cyberpunk 2077 estará no Tokyo Game Show

Spike Chunsoft promoverá o jogo da CD Projekt RED.

Comentários (25)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários