A vida de um streamer em Portugal - Entrevista com Shikai

Faz pelo menos 8 horas de stream todos os dias e é um dos maiores nomes do Twitch em Portugal.

Tomás Sousa, ou Shikai como é mais conhecido na Internet, é actualmente um dos nomes mais sonantes no cenário português do Twitch. Diferente do Youtube, onde já existem dezenas de personalidades portuguesas bem conhecidas entre o público, o Twitch está ainda numa fase de crescimento, sendo território prolífero para aqueles que sonham em seguir uma carreira que consiste em jogar.

Mas a vida de streamer não é fácil, tal como nos explicou Shikai numa entrevista na zona da AOC na Worten Game Ring. Este streamer português que conta actualmente com mais de 84 000 seguidores no Twitch afirma que faz pelo menos 8 horas de stream todos os dias, incluindo fins-de-semana e feriados. A única excepção são eventos presenciais, que interrompem o hábito.

Nesta entrevista procuramos conhecer melhor Shikai, nomeadamente quando começou a sua carreira, os seus conselhos para quem quer vincar neste meio e as dificuldades associadas a falar português de Portugal. Podes seguir Shikai no Twitch, Instagram, Twitter e Facebook.

Eurogamer: Há quanto tempo é que começaste a tua carreira de streaming?

Shikai: Eu comecei a streamar no início de 2016, no entanto, em Fevereiro de 2016 é que eu decidi mesmo que ia fazer disto um projecto a longo prazo e a dedicar-me todos os dias... com pelo menos 8 horas por dia a fazer stream.

Eurogamer: Então fazes todos os dias, sem falhas, 8 horas de streaming?

Shikai:Tirando agora aqui os casos eventuais dos eventos ou presenças numa activação qualquer, 8 horas é o mínimo que eu aponto para fazer todos os dias.

shikai_twitch_fortnite
Shikai é um dos representantes da EGN, uma equipa portuguesa de eSports.

Eurogamer: Incluindo feriados, fins-de-semana, todos os dias?

Shikai:Sim, a minha mãe costuma dizer que eu sou o meu pior patrão e que não me dou férias. Sim, é mesmo isso...

"8 horas é o mínimo que eu aponto para fazer todos os dias."

Eurogamer: Mas fazes só streaming no Twitch, correcto? Ou também fazes no Youtube e outras plataformas?

Shikai:O meu contracto com o Twitch não me permite fazer streaming noutras plataformas, por isso faço só no Twitch.

Eurogamer: No Twitch é incrivelmente importante estar sempre a streamar, certo? Já vi outros streamers a falar sobre isso e se ficares alguns dias inactivo as pessoas esquecem-se de ti. Já sentiste isso?

Shikai: Claramente, é um mercado super competitivo. Diria muito mais competitivo do que o Youtube porque aí os youtubers normalmente metem um vídeo de 10 minutos por dia e um utilizador pode ver os vídeos de vários youtubers.

No Twitch, especialmente o streaming em directo, é muito mais difícil porque acaba por haver uma competição directa. Se estás a ver um streamer em directo, dificilmente estás a ver dois ou três. Acaba por ser uma questão de hábito, habituar a nossa comunidade e visualizadores a estarem presentes dia sim, dia sim, ou pelo menos sempre que podem, porque quando nós falhamos um dia ou uma semana, eles procuram outro tipo de conteúdo.

Muito facilmente ficam agarrados a outro tipo de streamer. Não é agarrados num mau sentido, mas sim... ficam conectados com outro streamer e com o conteúdo dele, então acaba por haver uma troca de comunidade para outros streamers.

unnamed__1_
Shikai tem actualmente mais de 84 000 seguidores no Twitch.

Eurogamer: És conhecido pelo Fortnite, mas jogas habitualmente outras coisas?

Shikai: Em stream, eu jogo aquilo que me apetece, no entanto considero-me uma pessoa de um jogo de cada vez. Joguei League of Legends durante 6 anos seguidos e fiz stream durante 2 anos de League of Legends. Depois comecei com o Fortnite, a fazer streams de Fortnite diariamente.

Mas sempre que me apetece variar um bocadinho não hesito em fazer streams de outra coisa. Desde que me apeteça, posso ir para a rua num dia e streamar Pokémon GO a passear pela cidade, a falar com o pessoal na rua e a divertir-me. Ou posso jogar GTA de um dia para o outro. Acaba por ser mesmo aquilo que me apetece no momento.

Eurogamer: Sentes que o pessoal em Portugal está cada vez mais a aderir ao Twitch, que existe uma comunidade portuguesa a crescer?

Claro. Ainda não se compara à comunidade do Youtube, que é uma plataforma mais universalmente conhecida, principalmente em Portugal. É mais fácil aceder ao Youtube do que ao Twitch, muito por causa das regras que o Youtube tem implementado.

No entanto, alguns youtubers vieram para o Twitch e trouxeram as suas comunidades, portanto também ajudaram o Twitch a crescer. O nosso trabalho no Twitch como streamers também tem feito a plataforma crescer todos os dias.

"Ainda não se compara à comunidade do Youtube, que é uma plataforma mais universalmente conhecida"

Eurogamer: Para um streamer em Portugal como tu, sentes que existe alguma coisa a limitar o teu crescimento? Sentes limitações em não falares em inglês?

Shikai: Há muitas mais pessoas a falar inglês no mundo, especialmente no Twitch, do que a falar português de Portugal. Há muitos portugueses do Brasil que ou não entendem a nossa dicção ou forma de falar. Ou seja, há mercado, mas há certas dificuldades - eu às vezes vejo que tenho que apelar a um público brasileiro, coisa que alguns criadores portugueses, principalmente no Youtube, já fazem bem.

Diria, no entanto, que não é uma coisa negativa. São coisas nas quais eu posso trabalhar ou se calhar nem preciso de trabalhar porque, de facto, o meu público são portugueses de Portugal e quem entende, entende.

Eurogamer: Reparei que existem aqui muitos miúdos que são teus fãs. Muitas vezes, quando somos miúdos temos aquela ideia de querer seguir a carreira dos nossos ídolos. Para quem tem o sonho de ser streamer, quais são os teus conselhos?

Shikai: O meu maior conselho é estudarem aquilo que vocês podem oferecer. Não se preocupem com aquilo que vocês podem receber do Twitch ou das streams, principalmente dinheiro ou fama, isso é irrelevante. Pensem naquilo que vocês podem oferecer de novo ou de melhor que aquilo que já existe.

A partir daí comecem a pensar se podem oferecer novas estratégias de gameplay, se são bons jogadores ou se são muito engraçados e têm piada para fazer o pessoal rir-se, ou se são óptimos a gerir uma comunidade e a manter toda a gente bem-vinda, contente e alegre, ou se são simplesmente muito giros ou atraentes... isso também acaba por mostrar um caminho para ter um bocadinho de mais sucesso.

"Não se preocupem com aquilo que vocês podem receber do Twitch ou das streams, principalmente dinheiro ou fama, isso é irrelevante"

Analisem-se a vocês próprios, vejam os vossos pontos fortes, os vossos pontos fracos, trabalhem em ambos. Invistam-se a 100 porcento e procurem apoio das pessoas que vos podem ajudar. Não serão todas as famílias dispostas a ajudar, no entanto, se estudarem bem o que precisam de fazer e o caminho a percorrer para alcançar o vosso objectivo, então será muito mais fácil pedir apoio à vossa família e amigos.

Eurogamer: Qual é o teu streamer favorito, ou aquele streamer no qual te inspiraste quando iniciaste a tua carreira ou achaste que tinha boas sugestões para ti?

Eu adoro imenso o summit1g, foi um dos primeiros que vi no Twitch e é um streamer que até hoje continuo a seguir. Depois de vários anos a vê-lo, as características que eu gosto mais dele é de ser uma pessoa competitiva em qualquer jogo que se envolva. Ele tenta sempre ser um dos melhores ou bom o suficiente para cativar pessoas através do gameplay. Não é das pessoas mais engraçadas, mas é ele próprio.

Mesmo nos melhores ou piores momentos dá para ver que é um ser humano e não apenas uns pixeis atrás de um ecrã. Acho que isso é um dos factores que eu depois também tento implementar na minha stream. Ya... é o summit1g.

Eurogamer: Para terminar, queres dizer mais alguma coisa?

Shikai: Queria deixar um agradecimento enorme à minha família, à minha mãe que me apoiou desde o início, à minha namorada que está sempre presente comigo em todos os streams, eventos e tudo mais, à EGN, a organização que eu represento como streamer, e aos meus patrocinadores.

Publicidade

Salta para os comentários (36)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

The World of Cyberpunk 2077 é o livro que explica o mundo do jogo

Resultado de uma parceria da Dark Horse e CD Projekt.

Epic Games Store e Fortnite vão receber preços em reais

Tudo localizado para a moeda do Brasil.

The Sinking City - Análise - Por água abaixo

Um jogo com potencial desperdiçado.

Teste multijogador de Gears 5 começa a 19 de Julho

Experimenta os modos multijogador antes do lançamento.

Também no site...

Comentários (36)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários