Animal Crossing: New Horizons adiado para evitar o crunch

A Nintendo respeita a saúde dos seus funcionários.

Ao longo de 2019, a controvérsia em torno do crunch aumentou e os inacreditáveis horários semanais que alguns funcionários trabalham para nos apresentar os jogos que adoramos jogar, tornou-se num dos mais discutidos temas.

Companhias como a Naughty Dog, Bioware, Rockstar Games e Epic Games foram alguns exemplos que vimos associados ao crunch, com comentários de funcionários e ex-funcionários a revelar realidades brutais.

Doug Bowser, o novo presidente da Nintendo of America, falou na E3 2019 com o IGN UK e foi questionado sobre o crunch e como é um assunto que está a marcar a actualidade na indústria dos videojogos.

"Para nós, um dos principais lemas é que colocamos sorrisos na cara das pessoas e falamos disso a todo o tempo. É a nossa visão. A nossa missão, diria. Para nós, isso aplica-se aos nossos próprios funcionários. Temos de garantir que os nossos funcionários têm um bom equilíbrio entre trabalho e vida."

Segundo Bowser, Animal Crossing: New Horizons é um exemplo disso, um jogo adiado para 2020 para permitir à equipa desenvolvê-lo como querem, com a qualidade que merece e sem pressionar os funcionários.

"Um dos exemplos disso é que não lançaremos no mercado um jogo antes de estar pronto. Acabamos de falar de um exemplo, o atraso de Animal Crossing. É realmente importante termos esse equilíbrio no nosso mundo. É algo do qual nos orgulhamos."

A Nintendo reconhece que frequentemente é necessário mais funcionários para cumprir calendários e prefere reforçar as equipas ao invés de forçar os actuais funcionários a trabalhar um número de horas nada saudável.

Salta para os comentários (2)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (2)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários