O debate de qual é a melhor plataforma para se jogar é quase tão velho quanto os videojogos. Assim que as plataformas de videojogos começaram a diversificar-se que surgiram as primeiras discussões de qual plataforma tem vantagens sobre as outras. O debate renasce a cada nova geração com a introdução de novas plataformas e continua hoje bem aceso. Com esta geração muita próxima do final e com uma nova a aproximar-se, as dúvidas começam a instalar-se na cabeça dos consumidores. Em qual plataforma devo apostar na próxima geração? Qual é que tem mais vantagens? Qual é a mais económica? Qual é que tem os melhores jogos? Qual é a que tem melhor desempenho? Qual é a mais acessível? Enfim, as perguntas na hora de fazer uma compra são intermináveis.

Não vamos discutir qual é a melhor consola até porque, excluindo os jogos exclusivos, são bastante semelhantes naquilo que oferecem. Invés disso, vamos focar-nos numa comparação com o PC, uma plataforma ainda olhada com desdém por alguns devido a preconceitos estabelecidos em outrora que, na actualidade, já não fazem muito sentido. Para esta comparação decidimos estabelecer vários parâmetros universais a qualquer plataforma de videojogos, sendo que em cada parâmetro vamos atribuir um ponto à plataforma com maior benefício / vantagem naquele parâmetro. No final somamos os pontos e decidimos o vencedor do comparativo.

Preço da plataforma

O preço continua a ser o factor principal que a afasta a maioria das pessoas do PC gaming, mas será que montar um PC para jogar é tão caro quanto as pessoas pensam? Depende. O PC tem a particularidade de poderes montar uma máquina de acordo com as possibilidades da tua carteira. Podes montar um PC gaming decente que ultrapassa largamente o desempenho das consolas actuais por 700 ou 800 euros, mas também podes ir mais além e montar um PC que seja capaz de correr tudo a 4K e 60 fotogramas por segundo sem compromissos na qualidade. Claro que, neste último caso, o orçamento cresce substancialmente.

Apesar do preço de um PC para jogar não seja tão caro como alguns possam crer, é difícil bater o preço das consolas. A PS4 custava 400 euros no lançamento e actualmente pode ser comprada por 300 euros. É difícil montar um PC equivalente pelo mesmo preço e com o mesmo desempenho por duas razões: a primeira é que as consolas têm hardware personalizado; a segunda é que as consolas têm a vantagem de optimização. Como o hardware é fixo, é mais fácil optimizar o desempenho dos jogos para uma consola do que para PC, onde a variedade de hardware é maior.

pc_vs_consolas

Nesta questão não há margem para dúvida: as consolas continuam a forma mais económica de jogar. As consolas vencem nesta categoria.

Preço dos jogos

O preço da plataforma é importante, mas não te podes esquecer que para desfrutar dela vais precisar de comprar jogos e que isso também tem um custo associado. Embora o mercado digital tenha estimulado bastante as promoções nas consolas, com os preços reduzidos e apelativos a tornarem-se mais frequentes do que há alguns anos, comprar jogos para PC continua a ser mais barato. Isto acontece porque o mercado digital no PC floresceu mais cedo e é muito mais competitivo. A Sony, Microsoft e a Nintendo têm o monopólio das lojas digitais das suas consolas, mas no PC não há propriamente uma companhia que seja dona da plataforma e existem imensas lojas a competir entre si: Steam, GOG, Epic Games Store, UPlay, Origin, Green Man Gaming, entre outras.

"comprar jogos para PC continua a ser mais barato"

Portanto, é muito mais fácil comprar jogos mais baratos para PC do que para consolas, já para não falar da quantidade de jogos que são oferecidos frequentemente para PC. Num curto período de tempo, a Ubisoft ofereceu, por exemplo, Assassin's Creed Unity e Steep. A Epic Games Store oferece dois novos jogos por mês. A Origin da Electronic Arts oferece um novo jogo por mês (o mais recente foi The Sims 4). Se queres poupar na compra de jogos, o PC é uma plataforma muito melhor para isso devido à frequência e à agressividade das promoções. Nesta categoria o PC vence comparativamente às consolas.

Exclusivos

Em quantidade o PC acaba por ter mais exclusivos do que as consolas, basta contar o número de jogos disponíveis no Steam que nunca chegaram às consolas. O que o PC não tem é uma companhia que seja dona da plataforma como acontece com as consolas da Sony, Microsoft e Nintendo e por isso é que não existe uma aposta focada em desenvolver exclusivos de topo para a plataforma. Sendo assim, a maioria dos exclusivos de destaque para PC resumem-se a jogos de estratégia e MMOs como o recente Total War: Three Kingdoms, Starcraft II, World of Warcraft, League of Legends, DOTA 2, entre outros. São bons jogos dentro do seu género, mas não têm o apelo generalista dos exclusivos das consolas. Nesta categoria as consolas ganham por uma longa margem (se bem que temos de sublinhar que agora todos os exclusivos da Xbox também estão disponíveis para PCs com Windows 10).

spider_man_ps4_blog
Os jogos exclusivos aliado ao preço apelativo das consolas continuam a ser um combo apelativo.

Desempenho

O PC pode não ter exclusivos com o mesmo apelo das consolas, mas em desempenho continua sem rival, mesmo depois do lançamento das consolas mais poderosas como a PS4 Pro e Xbox One X. Para aqueles que querem a melhor experiência possível num jogo, o PC é a plataforma ideal. É no PC que tens o melhor desempenho dos jogos e a maior qualidade visual. Isto acontece porque o PC é uma plataforma em constante evolução, como tal, as mais recentes inovações na tecnologia que envolve os videojogos vão chegar sempre primeiro ao PC e só depois às consolas. É uma verdade inabalável que jogar a 60 fotogramas por segundo é melhor do que 30 fotogramas. Embora alguns jogos de consola consigam atingir os 60 fotogramas por segundo, apenas no PC vais conseguir atingir esse desempenho em todos os jogos. O PC vence esta categoria.

Acessibilidade

Comprar as peças individualmente para PC aproveitando os melhores preços do mercado online é a forma mais económica de montar um PC, mas a tarefa é assustadora para o público geral. Comprar uma consola permanece um processo mais simples. Compras uma caixa com um hardware fixo que não podes alterar quando te apetecer, mas que sabes que vai funcionar garantidamente. Montar um PC não é assim tão difícil (podes sempre comprar PCs já montados, mas vais pagar um pouco mais), contudo, não é definitivamente tão simples quanto uma consola. Quanto ao resto, actualizar as drives de um PC é praticamente um processo autónomo tal como as actualizações de software das consolas. Os jogos para consolas também já têm imensas actualizações, o que antes só se verificava nos jogos para PC. Ainda assim, na acessibilidade as consolas ainda estão à frente. Outro ponto para as consolas.

Retrocompatibilidade

master_race
Algumas das vantagens do PC Gaming com uma pitada de humor

A retrocompatibilidade nas consolas tem sido irregular. Há consolas que têm, há outras que não. Nesta geração, a Xbox One é a única consola que tem retrocompatibilidade com os jogos das consolas anteriores Xbox, uma funcionalidade que a Microsoft conseguiu adicionar por actualização. A PlayStation 4 e a Nintendo Switch não têm retrocompatibilidade. A vantagem do PC na retrocompatibilidade é enorme graças a plataformas como o Steam e GOG. Qualquer jogo que tenhas comprado nessas plataformas, vai correr no teu PC, independentemente da geração a que esse jogo pertence. No PC podes dar um salto geracional comprando uma nova gráfica, processador ou outras peças de hardware e nunca perderás acesso à tua biblioteca de jogos. Uma clara vitória para o PC.

Acessórios

Juntamente com a retrocompatibilidade, este é um dos problemas das consolas. Sempre que uma nova consola é lançada, tens que trocar os teus acessórios todos. Comandos especiais, volantes, arcade sticks, headphones... geralmente, quase nenhum destes dispositivos funciona numa nova consola. Como o PC é uma plataforma que aberta (as consolas têm um ecossistema fechado), os teus acessórios vão funcionar sempre. Além disso, o PC tem a vantagem de te deixar escolher o melhor tipo de controlo conforme o jogo. Nos jogos de tiros e estratégia podes escolher jogar com rato e teclado, enquanto que nos restantes podes utilizar um comando. A oferta de acessórios para PC também é muito maior e, devido a não existir a questão de licenciamento, os preços são mais apelativos dos que nas consolas. O PC vence novamente nesta categoria.

Subscrição para Jogar Online

Actualmente, o PC é a única plataforma onde não existe necessidade de pagar uma subscrição para jogar online. Já pensaste bem nisso? Compras um jogo com multijogador / modo cooperativo e depois ainda tens que pagar uma subscrição mensal / anual para usufruir dessa vertente do jogo. Nas consolas a funcionalidade de jogar online estão incluídas em serviços que oferecem mais vantagens, mas não deixas de ser obrigado a pagar por uma coisa que supostamente já pagaste com o preço do jogo. Uma evidente vitória para o PC.

"não deixas de ser obrigado a pagar por uma coisa que supostamente já pagaste com o preço do jogo"

E o vencedor é...

Se contaste os pontos até agora então já sabes que o PC venceu em mais categorias das consolas. O PC foi escolhido como o vencedor nas categorias de preços dos jogos, desempenho, retrocompatibilidade, acessórios e subscrição para jogar online. As consolas venceram nas categorias de preço da plataforma, exclusivos e acessibilidade. Obviamente, para alguns o preço da plataforma aliado aos exclusivos serão factores mais importantes na escolha de uma plataforma. Para outros, o desempenho será o factor mais importante. Ultimamente, cada um escolhe mediante aquilo que lhe agrada mais. Fica a questão: preferes jogar no PC ou nas consolas? Depois deste comparativo, estas a pensar trocar de plataforma para jogar?

Publicidade

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.