Ex-Funcionário da Rockstar Games diz que foi apalpado por superior

E depois pediu-lhe para se sentar no seu colo.

No período pós-lançamento de Red Dead Redemption 2, a Rockstar Games viu-se envolvida numa série de acusações de cargas de trabalho excessivas por parte trabalhadores e ex-trabalhadores.

Com semanas de trabalho a alcançar as 100 horas, um ex-funcionário da companhia disse que "era como trabalhar com uma arma apontada à cabeça durante 7 dias por semana". Agora a reputação da companhia está novamente sob ataque, com mais uma história de terror desenterrada pelo Kotaku.

A história do Kotaku não é sobre trabalho excessivo. A história é sobre Colin Bundschu, um designer da Rockstar San Diego que acusa Jeronimo Barrera, vice-presidente de produção, de o apalpar numa discoteca e depois de lhe pedir para sentar-se no seu colo.

Colin Bundschu, que tinha sido contratado recentemente pela Rockstar Games, já tinha sido alertado por colegas para o comportamento temperamental e explosivo de Jeronimo Barrera, que na companhia tinha ganho uma reputação de despedir pessoas por coisas insignificantes.

O assédio relatado por Colin Bundschu ocorreu a 21 de Novembro de 2014, quando um grande grupo de funcionários a Rockstar Games organizou um evento num restaurante nos arredores do estúdio. Jeronimo Barrera, que vive em Nova Iorque mas que viajava frequentemente para a Califórnia para controlar as operações, estava nesse evento.

Collin_Bundschu
Collin Bundschu, o ex-designer da Rockstar Games que alegadamente foi assediado por Jeronimo Barrera

Depois de sair do restaurante, Colin Bundschu foi convidado por dois lead designers da Rockstar Games para ir para uma discoteca. No caminho, os lead designers avisaram novamente Bundschu e outros funcionários recentemente contratados para não chatearem Jeronimo Barrera de forma a não correrem o risco de serem despedidos naquela noite.

Quando entraram na discoteca, Bundschu viu Barrera numa mesa repleta de bebidas alcoólicas. Após se sentar, Barrera começou a insistir com Bundschu para beber um copo atrás do outro. Depois de três bebidas, Barrera foi para a outra ponta da mesa e perguntou quem é que queria dançar. Bundschu ofereceu-se e foi na pista de dança que o assédio aconteceu.

"Ele levantou-se, chegou à minha beira e, não sei outra forma de dizer isto, começou a apalpar-me agressivamente", relata o designer. "Foi de repente. Não houve aviso, nada; ele apenas começou a fazer isso. Entrei em pânico... pareceu uma eternidade, mas não pode ter sido mais do que alguns minutos."

O pior aconteceu depois. Jeronimo Barrera sentou-se, abriu as pernas e pediu a Bundschu para se sentar no seu colo. Novamente, o designer entrou em pânico e começou a avaliar as suas opções, com receio de ser despedido. Bundschu relata que começou a fazer uma lap dance sem contacto numa tentativa desesperada para não ser despedido.

Com isto a acontecer, um dos colegas de Bundschu disse-lhe para parar. Embaraçado, Bundschu pegou num copo de água, foi para o outro lado da mesa e ficou simplesmente parado durante 20 minutos, assustando com o que tinha acabado de acontecer e com receio de represálias. Mas o pesadelo do designer ainda não tinha terminado naquela noite.

Jeronimo_Barrera
Jeronimo Barrera, que saiu da Rockstar Games em 2018.

Barrera não desistiu e eventualmente sentou-se novamente à beira de Bundschu. Quando estava a falar com um colega, Bundschu sentiu a mão de Barrera na parte de dentro da sua cocha. Foi preciso um colega intervir para Barrera parar o assédio, levantando-se e indo novamente para a outra ponta da mesa. Bundschu levantou-se para ir embora e Barrera perguntou, "já vais embora?"

Embaraçado com tudo o que tinha acontecido, Bundschu disse respondeu que sim olhando para o chão, não sendo capaz de olhar Barrera nos olhos. O Kotaku contactou várias pessoas que estiveram na discoteca naquela noite. Alguns recusaram-se a prestar declarações, outros disseram que não viram nada de desapropriado. Mas quatro pessoas confirmaram partes da história contada por Bundschu.

Dois dias depois do ocorrido, Bundschu relatou o ocorrido à directora de recursos humanos da Rockstar San Diego, Kelly Gibson. Nos dias seguintes, seguiram-se uma série de reuniões com Kelly Gibson e também com Rob Spampinato, o responsável por recursos humanos da Rockstar Games. A acusação de Bundschu não deu em nada, já que vários colegas e Jeronimo Barrera disseram que não se lembravam de nada.

Mais tarde, num email enviado a Bundschu por Rob Spampinato, foi-lhe dito, contrariamente ao que tinha sido dito antes, que Jeronimo Barrera tinha negado completamente as acusações. Como nenhum dos seus colegas confirmou o ocorrido, a Rockstar Games determinou que as acusações feitas por Bundschu não eram substanciadas. Mas, curiosamente, depois do ocorrido, a Rockstar Games deu aulas de anti-assédio a todos os funcionários da Rockstar Games.

Uns meses depois, já em 2015, Bundschu tinha encontrado outro trabalho e entregou a sua carta de demissão à Rockstar Games de San Diego.

Publicidade

Salta para os comentários (65)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Bethesda remove os seus jogos do GeForce Now

Os clientes não ficaram contentes.

GeForce Now receberá mais de 1,500 jogos novos

Mais de 1 milhão de jogadores registados.

PS5 e Xbox Series X confirmadas para o Tokyo Game Show

Japoneses vão experimentar jogos de nova geração.

Promoções PS Store em sucessos do Japão

Centenas de jogos japoneses em desconto.

Também no site...

Epic Games Store - Todos os jogos exclusivos da nova loja digital

Achas que tem potencial para derrotar o Steam?

PS5 - Data de Lançamento, Jogos, Specs, Retrocompatível

Actualizado: PS5 chega no Natal de 2020!

PS5 permitirá uma transição rápida e fácil entre gerações

Será retro-compatível com a PS4 e suportará diversos formatos.

Comentários (65)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários