Marcado no lançamento por ser um jogo de promessas quebradas, falhando em cumprir algumas das funcionalidades que tinham sido discutidas pela Hello Games nos meses anteriores, No Man's Sky tem passado por uma transformação positiva graças a grandes actualizações que continuam a acrescentar novidades com base no feedback da comunidade. No entanto, secretamente, o estúdio britânico tem estado também ocupado com uma ambiciosa adaptação do seu jogo para o PlayStation VR.

Não se trata meramente de uma demo tecnológica. A Hello Games está de momento a trabalhar numa versão completa de No Man's Sky para o PlayStation VR. O mais surpreendente é que, ao contrário de outros jogos como The Elder Scrolls: Skyrim, cuja versão VR é vendida em separado da versão normal, a versão VR de No Man's Sky chegará por meio de uma actualização gratuita. Isto quer dizer duas coisas: em primeiro, quem já comprou No Man's Sky terá acesso gratuito à versão VR; em segundo, não vais precisar de criar um novo ficheiro de gravação e poderás continuar o teu progresso transitando entre a televisão e o PlayStation VR.

Diferente de Iron Man VR, No Man's Sky não foi concebido de origem para o PlayStation VR, portanto, é justo questionar se esta adaptação traz alguma coisa valiosa para a experiência e se faz sequer sentido. Depois de jogar, a resposta é sim a ambas as perguntas. A experiência ganha outra dimensão na realidade virtual e a conversão para este formato faz sentido devido aos ajustes que a Hello Games fez. Na demo que joguei os controlos usados foram o PlayStation Move, mas foi-me dito que também será possível jogar com o Dualshock 4, que também tem sensores por movimento e preservará de certa forma a experiência que obtens com o PlayStation Move.

O que está diferente em No Man's Sky VR?

Uma das coisas mais complicadas de resolver num jogo de realidade virtual é o movimento da personagem, que se não for bem adaptado, pode causar enjoo de movimento e deixar uma impressão desagradável. A Hello Games está a investigar várias alternativas, mas aquela que experimentei tinha uma rotação faseada da perspectiva (ou seja, carregas num botão para rodar ligeiramente a câmera). O movimento é feito usando um cursor que aumenta e diminui com um gesto vertical do PlayStation Move, permitindo apontar para onde queres ir a seguir. O cursor não é muito longo, pelo que vais ter que apontar várias vezes se quiseres percorrer longas distâncias.

A solução da Hello Games elimina o risco de enjoo por movimento, se bem que remove a experiência de estar a caminhar por um planeta desconhecido. Porém, o que se perde aqui para não causar indisposição ao utilizador, ganha-se quando entramos dentro de um veículo. Com os PlayStation Move apontados para cima, conduzimos como se estivéssemos a segurar num volante. Quando entramos dentro da nave especial e saíamos da atmosfera do planeta, a sensação de estar a pilotar é ainda melhor do que na versão original. Depois, há pormenores valiosos como ter que esticar o braço para abrir / fechar a escotilha na nave. A interacção com o painel da nave, como o acelerador, também é manual. São estas pequenas coisas que contribuem para a sensação de estarmos dentro do mundo do jogo.

"A sensação de estar a pilotar é ainda melhor do que na versão original"

O acesso às tuas ferramentas também está diferente na realidade virtual. Se queres alternar entre o modo mineração e manipulador de terreno, só precisas de rodar o teu braço esquerdo, como se estivesses a olhar para o relógio, e com o braço direito interagir com a ferramenta. É uma bela implementação na realidade virtual que demonstra que a Hello Games está a dar bastante atenção ao projecto. Para os fãs de ficção científica e de viagens especiais, a experiência de estar dentro da nave e de olhar livremente para as estrelas, os cintos de asteróides e as estações especiais, é valiosa. Sublinha-se novamente que, tudo aquilo que tens neste momento no jogo, terás na versão de realidade virtual.

No Man's Sky no PlayStation VR - Um jogo novo?

Não é um jogo novo, pelo menos, não foi essa a sensação que tive. A experiência que tive ao jogar esta demo foi de familiaridade. Ainda é No Man's Sky, mas com todos os elementos da jogabilidade repensados para a realidade virtual. Se pensares que a versão para PlayStation VR será lançada gratuitamente com a actualização "Beyond", prevista para o Verão, a dedicação e ambição da Hello Games são de louvar. Efectivamente, quem tem o PlayStation VR e No Man's Sky, vai receber esta versão a custo zero. A imersão inerente a esta versão graças aos elementos que a Hello Games adicionou comanda que, pelo menos, lhe dês uma oportunidade.

A viagem e estadia para o evento do PlayStation VR foram custeadas pela PlayStation.

Publicidade

Jogos em destaque neste artigo

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Mais artigos pelo Jorge Loureiro