Kazuo Hirai, o homem que guiou a Sony por momentos complicados ao longo dos últimos cinco anos, anunciou que se vai reformar e sair da empresa. Deste modo, chega ao fim uma relação de 35 anos que o presidente manteve com a companhia.

Apesar de tudo, Hirai só vai retirar-se do seu papel como presidente a 18 de Junho, mas irá continuar a trabalhar como "conselheiro sénior" ocasional para a companhia, devido a um pedido da equipa de gestão da Sony.

É importante recordar que Hirai desceu da sua posição como CEO há cerca de um ano, passando o testemunho a Kenichiro Yoshida. Em informações oficiais, Hirai revela:

"Desde que passei o testemunho de CEO a Yoshida-san em Abril passado, como presidente da Sony, tive a oportunidade de garantir tanto uma transição suave e providenciar suporte à gerência da Sony. Estou confiante que toda a gente na Sony está completamente alinhada sob a forte liderança de Yoshida-san e estão prontos a construir um futuro ainda mais brilhante para a Sony. Assim sendo, decidi sair da Sony, que foi parte da minha vida durante os últimos 35 anos. Gostaria de estender os meus calorosos agradecimentos a todos os empregados e investidores que me ajudaram ao longo desta jornada".

5a7433b885cdd489228b46d7_750_563

E, de facto, Hirai teve um percurso bastante importante na empresa, juntando-se à divisão musical da Sony em 1984; posteriormente, mudou-se para os Estados Unidos da América para liderar o marketing da marca e só mais tarde se juntou à Sony Computer Entertainment - mais propriamente em 1995, antes ainda do lançamento da primeira PlayStation.

Publicidade

Sobre o Autor

Jorge Salgado

Jorge Salgado

Redactor

Fã de cultura pop, séries jogos animes. É o nosso noobie.

Mais artigos pelo Jorge Salgado