Captain Toad: Treasure Tracker - Special Episode - Análise - Duplo foco

Caravela do tesouro.

Sem alterar a experiência original, acrescenta uma série de bons desafios.

O protagonismo dado a Captain Toad começou numa série de níveis bónus do jogo Super Mario 3D World (Wii U - 2013). Essencialmente, estes foram apresentados como uma conjugação de puzzles com plataformas, nos quais a impossibilidade de Toad saltar, reformulou a deslocação em cada um dos mundos, através de caminhos e túneis só encontrados depois da rotação da câmara e de uma observação atenta da área.

Um ano depois, Captain Toad viu confirmada a sua subida ao estrelato com o lançamento da sua aventura "a solo" em Captain Toad Treasure Tracker (2014, Wii U). O jogo representou uma aventura bem mais recheada de níveis, novos desafios e uma campanha, o que tornou mais interessante o prospecto desta aventura num molde distinto das demais produções da Nintendo. Embora menos carismático que outras personagens da Nintendo, a menor projecção da Wii U não lhe concedeu grandes veleidades. A pensar num regresso desta personagem, a Nintendo reeditou recentemente o jogo em formato Switch (e 3DS), à semelhança de outros jogos lançados na Wii U e igualmente reeditados na consola híbrida.

Quatro novos níveis inspirados em Super Mario Odyssey foram a novidade, mas a confirmação do DLC Special Episode, em Fevereiro, assegurou uma injecção de continuidade nas aventuras de Captain Toad. Dos 18 níveis, cinco são novos e os restantes reciclam as áreas lançadas na campanha principal, o que revela um reaproveitamento de grande parte do conteúdo, podendo não surpreender tanto.

1
Nesta fortaleza, vão encontrar uma secção dentro de água. Exploração horizontal e vertical.

No entanto, as cinco novas áreas revelam um bom design e um óptimo aproveitamento das mecânicas, que se mantêm neste DLC. O objectivo é o mesmo: conduzir Captain Toad por uma espécie de diorama tridimensional, até ele chegar à coroa dourada, assegurando a realização do nível. Pelo meio pode encontrar os cristais, como coleccionáveis. Mas o melhor ainda é a interacção que podemos efectuar premindo botões e activando alavancas, dessa forma criando alterações ao nível das plataformas, numa progressão horizontal e vertical.

Dos cinco novos níveis, destaque para o navio pirata (a lembrar a fortaleza voadora de Super Mario Bros. 3), o diorama no céu e um irresistível mundo de chocolate, bolachas e bolo, verdadeira tentação jogável. Os mecanismos de rotação, elevadores e o detalhe na sua elaboração são não apenas um festim para os olhos (na forma cuidada como são apresentados), como ao mesmo tempo garantem um óptimo desafio, sobretudo quando entramos num desafio ao contrarrelógio.

Os restantes desafios, da vintena que compõe este conteúdo, reaproveitam as bases de níveis já publicados, mas há uma excepção, que é a colocação de um desafio intermédio antes do acesso final à coroa dourada. E aqui é que entra em acção a maior funcionalidade deste DLC, a adição de um segundo jogador à experiência. Dantes era possível adicionar um segundo jogador, mas a sua actuação estava condicionada. Agora, podem jogar duas personagens num mesmo nível e isso faz toda a diferença, porque usar o "power up" Double Cherry (de Super Mario 3D World) torna o avanço mais complicado.

2
Toad e Toadette reunem esforços em cinco novos níveis e treze recuperados da campanha mas reformulados.

Os desafios fazem por isso mais sentido quando jogados através de dois jogadores. Num deles terão que apontar as luzes dos capacetes directamente ao Boo (em Boo Spotting), o que é bem mais fácil de conseguir com a ajuda de um segundo jogador. Grande parte dos desafios e objectivos secundários da campanha mantêm-se, no entanto, a duração deste conteúdo não é muito grande, embora dependa do vosso interesse em acabar somente os níveis, ou alcançar todos os coleccionáveis que há para obter. Lembrar ainda que este DLC não está disponível noutros formatos, permanecendo como um exclusivo Nintendo Switch. Por 6 euros continuam as aventuras de Captain Toad. Apenas cinco níveis são inteiramente originais, enquanto que os restantes ganham particular relevo num quadro cooperativo, através de novos objectivos intermédios. Não se pode dizer que seja um DLC retumbante, mas assegura diversão, proporciona um bom desafio e evidencia mais uma vez o magnífico design nos novos dioramas.

Prós: Contras:
  • Níveis desafiantes e muito bom level design
  • Cinco novos dioramas memoráveis
  • Beneficia do modo cooperativo
  • Poucos níveis novos
  • Não altera a experiência original
  • Não leva muito tempo a concluir o conteúdo.
  • Omissão do pixel Toad




Publicidade

Lê o nosso Sistema de Pontuação

Salta para os comentários (0)

Sobre o Autor

Vítor Alexandre

Vítor Alexandre

Redator

Adepto de automóveis é assim por direito o nosso piloto de serviço. Mas o Vítor é outro que não falha um bom old school e é adepto ferrenho das novas produções criativas. Para além de que é corredor de Maratona. Mas não esquece os pastéis de Fão.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (0)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários