A indústria dos videojogos está constantemente em evolução desde a sua concepção e com o enorme investimento que a Google está fazer com o Stadia, uma plataforma / serviço que opera exclusivamente a partir da nuvem, uma nova evolução pode estar próxima.

Porém, quando se fala em jogar a partir da nuvem, há inevitáveis recordações de serviços falhados que já tentaram alcançar o mesmo que a Google está a tentar alcançar com o Stadia: remover a necessidade de hardware específico para jogos e alcançar um maior número de utilizadores.

No passado já tivemos serviços a operar da nuvem como o Gaikai e OnLive. Ambos os serviços falharam, mas foram comprados pela Sony e a tecnologia foi convertida no PlayStation Now, que chegou recentemente a Portugal.

Portanto, o que diferente o Stadia destes destes serviços e porque razão irá a Google ter mais sucesso do que os outros?

Phil Harrison, vice presidente e general manager da google, explicou numa entrevista com Digital Foundry que existem várias razões que aumentam a fertilidade do sucesso do Stadia, sendo o momento ideal uma delas.

Stadia_data_de_lan__amento
O Stadia será lançado em 2019 em territórios seleccionados.

"Em primeiro, o momento ideal com novas tecnologias é tudo - e no nosso caso, temos basicamente 20 anos de inovação ao nível dos centros de dados, profunda tecnologia de rede e infraestrutura, e a habilidade levar os bits ao destino na forma mais eficiente com um direccionamento muito inteligente de rede e também o desempenho dentro do centro de dados," explicou Phil Harrison.

"O momento ideal com novas tecnologias é tudo" - Phil Harrison, VP da Google

"Não é uma coisa da qual falámos muito enquanto companhia, mas a Google é um companhia gigante de hardware em centros de dados. Sim, fazemos obviamente hardware para os consumidores, mas somos uma companhia de hardware investida nos centros de dados durante muitos, muitos anos em alguns dos fundamentos de ligar os dispositivos de uma forma muito eficiente."

A segunda razão apontada por Phil Harrison é o Youtube e a infraestrutura que apoia aquela que é a maior plataforma de videojogos do mundo. O Stadia estará integrado no Youtube, não só a nível de experiência para o utilizador, como nos próprios centros de dados.

"Sim existem outras companhias que estão a tentar fazer isto, mas acreditamos que a Google tem algumas vantagens únicas e pontos de diferença nesta área."

Publicidade

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Mais artigos pelo Jorge Loureiro