Com o incrível sucesso de Fortnite e a inesperada chegada entusiasmante de Apex Legends, tornaram-se cada vez mais frequentes as questões sobre possíveis jogos free-to-play das grandes editoras.

Tal como muitas outras, a Take-Two foi questionada sobre o que pensa do free-to-play na mais recente apresentação com os investidores e diz que não está interessada em aderir ao que os outros fazem.

Strauss Zelnick, CEO da Take-Two, dona da Rockstar Games e 2K Games, entre outras, diz que o caso de Fortnite é um caso específico e que "provavelmente não é recomendável tentar recriá-lo".

"A verdade é que quando entregas uma espantosa experiência AAA, os consumidores aparecem."

Zelnick diz que os grandes lançamentos da editora precisam unicamente apresentar um grande foco na qualidade e isso será recompensado com vendas.

"Não estou preocupado que outros estejam a estabelecer uma abordagem free to play, desde que a nossa qualidade continue a ser excelente."

Zelnick vai ainda mais longe e diz que os consumidores não se preocupam com o preço quando querem assegurar algo de qualidade.

"Na verdade, os consumidores não são super sensíveis ao preço no entretenimento. Dizendo-o de outra forma, se lançarmos algo que as pessoas não querem, podes vendê-lo seja pelo preço que for, não vão ter interesse."

"Não estamos a vender alimentos ou comodidades. Quando dás algo fenomenal a alguém, é o nosso trabalho entregar muito mais valor do que aquele que é pedido, mas a sensibilidade ao preço decresce."

Para a Take-Two, entregar qualidade é o foco principal.

Publicidade

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Mais artigos pelo Bruno Galvão