Andrzej Sapkowski, autor dos livros da série The Witcher na qual a CD Projekt RED se inspirou para os seus jogos, conseguiu o que pretendia e receberá uma compensação adicional.

Sapkowski já tinha comentado em 2017 que a venda dos direitos por cerca de 8,321 euros não foi um bom negócio e jamais pensou que os jogos conseguissem alcançar o sucesso que alcançaram.

A história tornou-se bem conhecida entre os fãs da CD Projekt RED e o autor não se ficou apenas pelas palavras. Decidiu agir e pedir um negócio mais justo devido ao seu contributo para os jogos.

Em Outubro de 2018, Sapkowski exigiu cerca de 14 milhões de euros em direitos autorais à CD Projekt RED, alegando que esse valor representaria melhor o importante papel que teve para a criação dos videojogos.

Agora, o Puls Biznesu da Polónia, via Wccftech, avança que o estúdio conseguiu chegar a um acordo amigável com os advogados do autor e pagará uma compensação adicional.

O Puls Biznesu diz que ambas as partes estão cada vez mais perto de resolver a situação e Sapkowski receberá uma compensação adicional, mas um valor inferior ao que apresentou.

Esta compensação servirá para reconhecer a importância do autor para os videojogos e para manter uma boa relação entre ambas as partes.

A CD Projekt Red alegou que o acordo feito com Andrzej Sapkowski dava acesso ao seu trabalho e permitia explorar o mundo que criou, mas acredita que é benéfico resolver a situação de forma amigável e manter uma boa relação.

Publicidade

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Mais artigos pelo Bruno Galvão