A Season 2 de The Punisher, o mais recente esforço colaborativo entre a Netflix e a Marvel Studios, já se encontra disponível e num momento de grande incerteza no futuro da relação entre as duas companhias, é a melhor fuga à realidade que podias pedir.

Nos 13 episódios da primeira temporada, a violência, intriga, jogos de poder e teorias da conspiração que marcaram os eventos e traçaram o perfil de Frank Castle foram do melhor que a Netflix e a Marvel te apresentaram. Não sabemos se existirá uma Season 3, mas por enquanto sabe bem descobrir o que esta personagem tão peculiar tem para nos oferecer.

De uma forma muito resumida, posso dizer-te que a Season 2 dá-te mais uma dose do prato que te foi servido na Season 1 - um violento e frequentemente surpreendente olhar à vida conturbada de Frank Castle. Através de diferentes personagens que cruzam com diferentes partes da sua vida e exploram uma faceta da sua personalidade, a série ganha profundidade e camadas.

Na Season 2 de DareDevil e na Season 1 de The Punisher viste como Frank Castle frequentemente abraça com gosto a violência que justifica a existência do Justiceiro, mas nesta Season 2 da sua própria série a transformação será definitiva. Frank Castle cederá definitivamente a vez a Punisher e uma parte dos temas nesta Season 2 é mesmo perceber se existe qualquer hipótese de redenção.

Num momento em que vagueia pelos Estados Unidos da América sem rumo, Castle encontra uma forma de parar de contrariar os seus instintos e entregar-se à violência sem se sentir responsável. Quando tropeça numa inimaginável intriga, muito superior ao ataque que uma rapariga sofre num bar, Castle ganha novamente um propósito e uma justificação para libertar o Punisher.

Como seria de esperar na conturbada realidade que marca a paisagem social e política dos Estados Unidos da América, a série combina material dos comics com alfinetadas às controvérsias que assolam esse país. Famílias inacreditavelmente poderosas que através dos secretos jogos de bastidor controlam o panorama político de um país e como as pessoas são meros peões em jogos de poder são temáticas que encaixam bem na natureza violenta do Punisher.

"Castle encontrará motivos para se libertar e entregar à violência que justifica a existência do Punisher".

Além de uma nova intriga explorada num dos principais arcos da narrativa, a Season 2 de The Punisher vai ainda abordar as pontas soltas que ficaram da primeira temporada - especialmente tudo o que está relacionado com Billy Russo, que se transformará em Jigsaw. A vida de Castle ficará ainda mais problemática quando Russo voltar à sua vida com uma intensidade cuja brutalidade apenas rivaliza com a sua.

Dinah Madani, Curtis e Russo são as três personagens que ligam Castle aos eventos da Season 1 e enquanto tenta lidar com este inevitável confronto, o Punisher vai enfrentar um impiedoso assassino que se revela num dos pontos mais fortes da temporada. Através de John Pilgrim, o novo vilão, Punisher Season 2 ganha uma das mais interessantes personagens e mais uma vez, uma alfinetada à sociedade dos EUA.

Pilgrim é um devoto do Fundamentalismo Cristão, que se tenta libertar do seu passado violento através da violência. Tal como Castle, não é algo do qual se orgulhe, mas a sua capacidade para fazer o que os outros não conseguem, tornam-no numa ferramenta especial. Pilgrim e Castle são muito semelhantes, mas estão em lados opostos. A introdução de Pilgrim é um dos melhores elementos da Season 2 e mais uma forma de explorar a personalidade de Castle através de outras personagens e situações.

The Punisher é muito mais do que uma série sobre violência, apesar de ser o prato principal. A Season 2 renova a personalidade da primeira e mostra como Castle não consegue resistir à caveira branca. Ao longo desta nova temporada, apenas senti que o número de episódios poderia ser menor e que misturar duas linhas narrativas numa só nem sempre permitiu alcançar o melhor ritmo.

Ao terminar esta segunda temporada do The Punisher, fica a sensação que reafirmou a sua posição como uma das melhores nesta parceria entre a Netflix e a Marvel Studios. Frank Castle é um homem honesto, mas com um sentido de justiça muito próprio. Capaz de fazer o que os outros não conseguem, The Punisher é o protagonista de uma série brutal, intensa, violenta e com muita personalidade.

Publicidade

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Mais artigos pelo Bruno Galvão

Comentários (9)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários

Conteúdos relacionados

Vídeo compara a física de Crackdown 3 com a do primeiro jogo

Há coisas que estão melhores no primeiro.

Sony oferece Rainbow Six Siege na compra de 12 meses de PS Plus

Mas a oferta é apenas para quem nunca subscreveu.

Novidades PlayStation Store - Anthem e DiRT Rally 2.0 a caminho

Beta de Trials Rising pronta para download.

Destiny 2: Renegados a 20€ na Xbox Store

Red Dead Redemption 2 a 49€.

Sony Japan anuncia o fim da produção da PS Vita

Brevemente deixará de vender a consola.

Últimas

Vídeo compara a física de Crackdown 3 com a do primeiro jogo

Há coisas que estão melhores no primeiro.

Sony oferece Rainbow Six Siege na compra de 12 meses de PS Plus

Mas a oferta é apenas para quem nunca subscreveu.

Novidades PlayStation Store - Anthem e DiRT Rally 2.0 a caminho

Beta de Trials Rising pronta para download.

Destiny 2: Renegados a 20€ na Xbox Store

Red Dead Redemption 2 a 49€.

Sony Japan anuncia o fim da produção da PS Vita

Brevemente deixará de vender a consola.

Publicidade