No que diz respeito a patches, a actualização 1.02 de Fallout 76 é uma das maiores que já vimos, com uns poderosos 47 GB em cada uma das consolas - uma diferença marcante face aos 15 GB exigidos para o PC. Nas patch notes, a Bethesda fala sobre correcções de erros e actualizações ao desempenho, mas até que ponto o jogo realmente melhorou desde o lançamento?

Em primeiro lugar, é justo dizer que o tamanho do patch é um pouco desconcertante, especialmente tendo em mente as melhorias reais na experiência para o utilizador final. Fallout 76 ocupa 53 GB antes do patch ser aplicado - e, apesar desta actualização possuir 47 GB, os tamanhos não são empilhados um sobre o outro. O tamanho final do arquivo ainda é de apenas 53,2 GB com o patch instalado - apenas 200 MB a mais do que era antes. Claramente, então, a Bethesda está a actualizar os arquivos do jogo mas também a substituir grande parte dos dados que já tinhas instalado no processo. Todas as texturas, arquivos de som e mais ficheiros encaixam-se no mesmo pacote - o porquê da sua substituição é um mistério. "Esta actualização será grande em comparação com o que esperamos dos patches daqui para a frente", disse a Bethesda." As actualizações regulares variam sempre em tamanho, mas actualizações futuras devem ser muito menores em comparação."

Mas assim que o patch gigantesco é descarregado, o que é que ele faz realmente? Um problema óbvio com Fallout 76 é o desempenho, que pode cair para 20fps ou menos na PS4, e até mesmo na Xbox One X. A primeira coisa que verifiquei foi a área de resorts Top of the World que causou tantos problemas durante a nossa primeira análise. Na Xbox One X - antes deste patch - o desempenho caiu até 10fps, com soluços pesados que causaram algumas quedas chocantes. Com isto em mente, é uma surpresa ver a Xbox One X - com a actualização instalada - a executar esta área sem falhas. O rácio de fotogramas está bem aqui, pelo menos. Isto não se vê em todo o jogo, mas é um bom sinal.

Há algumas ressalvas aqui, no entanto. O problema com o teste de Fallout 76 é que as taxas de fotogramas são tão variáveis e, muitas vezes, sem razão clara. As condições de rede, a hora do dia e até mesmo os eventos locais mudam entre cada jogo e podem influenciar os resultados, o que pode explicar o porquê da Xbox One base aparentemente ter executado essa área melhor que o modelo X na nossa primeira rodada de testes. É impossível reproduzir exactamente as condições entre cada execução e, portanto, é melhor avaliar a experiência geral. Olhando para a PS4 base, o resort Top of the World parece fixo, até andares um pouco mais longe onde certos locais obtêm uma queda de taxa de fotogramas de volta para os 20fps que vimos na build de lançamento. Parece haver algumas melhorias de forma geral, mas o desempenho permanece altamente variável.

Com a actualização de 47GB instalada em todas as consolas, o desempenho ainda precisa de atenção urgente.

O desempenho da PS4 é mau de uma forma geral. Colocando mais tempo na campanha depois na nossa primeira análise, as batalhas mostram desaceleração, mesmo com o patch instalado. Puxar o gatilho em qualquer arma, e especialmente com armas totalmente automáticas, o framerate pode cair. Em suma, no momento em que precisas de um desempenho sólido, isto é retirado. Derrubar os inimigos com granadas faz com que este valor caia ainda mais, e torna-se difícil manter a retícula do alvo sobre um inimigo por muito mais tempo do que um segundo. Qualquer combate com armas mais poderosas do que uma pistola parece prejudicar o desempenho.

E ainda temos os soluços, que é um problema em todas as consolas, mesmo no patch 1.02. Isso é algo que foi destacado como melhorado nas notas de patch da Bethesda, mas usando a PS4 como exemplo, não vejo nenhuma mudança tangível aqui. Isto também acontece nos piores momentos possíveis: evitar inimigos, trocar armas ou simplesmente mudar para uma nova área provoca uma queda acentuada. Parte disto deve-se provavelmente ao progresso do registo do motor; quando estiveres a aproximar-te de um novo local, receberás uma nota que marca a descoberta - que geralmente indica um soluço.

Olhando para a PS4 Pro, o local Top of the World correu bem antes do patch, e continua a permanecer nos 30fps. No entanto, a Pro teve dificuldades em armas com aumentos. Carregando a mesma arma novamente, a Bethesda certamente não resolveu o problema, ao ponto de sentires que é virtualmente impossível mirar com qualquer tipo de precisão consistente. Na Xbox One S, até mesmo uma travessia simples pode ser prejudicada por engasgos e soluços intrusivos.

O desempenho em todas as consolas ainda requer atenção urgente, e falhas e bugs são comuns. Recorte e detecção de colisão fraca levam a que personagens flutuem acima do solo ou objectos que são virtualmente imateriais. Por exemplo, ramos podem tornar-se transparentes, permitindo-te que mires directamente pelo tronco principal. E depois há momentos mais estranhos ainda; inimigos estáticos e efeitos que não funcionam como deveriam - e pop-in de textura.

Mesmo o mapeamento básico para rochas e árvores pode sofrer atrasos prolongados antes que os activos sejam eventualmente exibidos. Podes aproximar-te e estar ainda a olhar para um espaço reservado de baixa qualidade por uns bons cinco segundos, antes que a textura de maior resolução seja transferida. O cenário à distância, especialmente no início do jogo, mostra pop-in pesado nos edifícios também. À distância, ou de perto, não há senso de consistência aqui. O jogo está repleto de pequenos bugs visuais como este, que sugerem que Fallout 76 precisaria de mais tempo a ser produzido.

De forma geral, é uma actualização decepcionante. O tamanho do patch de 47GB sugere algum tipo de revisão fundamental ao jogo, uma optimização de activos no mínimo. Mas o que provavelmente estamos a ver aqui é uma série de fixes para problemas relacionados no design de missões e no equilíbrio online. No lado audiovisual, cada versão é propensa a falhas visuais gritantes, soluços e quedas de desempenho. Dada a natureza on-line do jogo, esta é sem dúvida a primeira de muitas actualizações (não te esqueças que muitos problemas de Fallout 4 nunca foram resolvidos), levando-nos a perguntar: estará na hora de uma reformulação fundamental do motor BGS?

Publicidade

Sobre o Autor

Jorge Salgado

Jorge Salgado

Redactor

Fã de cultura pop, séries jogos animes. É o nosso noobie.

Mais artigos pelo Jorge Salgado

Comentários (10)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários

Conteúdos relacionados