Pokémon Let's Go, Pikachu! Let's Go, Eevee! é um dos lançamentos mais importantes do ano para a Nintendo Switch e isso nota-se imediatamente em todo o furor em volta deste título. Existe um bundle da consola com o jogo e até um comando especial desenhado especificamente para Pokémon Let's Go. O comando, que é uma réplica das Poké Bolas que nos jogos de Pokémon servem para capturar as criaturas selvagens, é uma forma alternativa de jogar este novo jogo para a Nintendo Switch, mas será que vale a pena comprar a Poké Ball Plus? A resposta não é tão simples quanto possas pensar.

À primeira vista, a Poké Ball Plus é um comando muito apelativo para se jogar Pokémon Let's Go, Pikachu! Let's Go, Eevee! Com um formato de Poké Bola e sensores de movimento incluídos, permitindo que faças o gesto de atirar a Poké Bola para realizar essa mesma acção no jogo, qualquer fã de Pokémon ficará atraído com esta proposta, acrescentando à imersão do jogo. Mas a proposta é ainda mais atraente do que isto! A Poké Ball Plus também vibra, e emite luz e som de cada vez que capturas um Pokémon no jogo (e som condiz com o Pokémon que acabaste de capturar).

A Poké Ball Plus também é compatível com Pokémon GO para os dispositivos iOS e Android. Com este dispositivo já não precisas de interagir com as Poké Stops visto que ele faz isso por ti, e deixa que captures Pokémon sem tirares o teu smartphone do bolso. Basicamente, quando encontras um Pokémon, a Poké Ball Plus vai vibrar e depois só tens que carregar num botão para atirar a Poké Bola. Para saberes se capturaste o Pokémon, só tens que estar atento aos padrões dos LEDs. O funcionamento da Poké Ball Plus em Pokémon GO acaba por ser parecido ao acessório Pokémon GO Plus, lançado pela Nintendo em Setembro de 2016. A vantagem aqui é que é compatível com dois jogos: Pokémon GO para smartphones e Pokémon Let's Go para a Nintendo Switch.

Antes de avançarmos, é importante explicar que Pokémon Let's Go para a Nintendo Switch tem vários esquemas de controlos. Existem três, se contarmos com a Poké Ball Plus. De realçar que nenhum dos esquemas de controlo pode ser personalizado e não há nenhum que esteja completamente livre de controlos por movimentos. O esquema com menos controlos por movimento é com os dois joy-con inseridos na consola, ou seja, em modo portátil. Neste caso podes atirar a Poké Bola carregando apenas num botão, no entanto, tens que seguir o movimento do Pokémon com a consola. Há Pokémon que ficam parados no mesmo sítio, mas os mais difíceis de capturar começam a deslocar-se em várias direcções e tens que seguir o movimento deles com a consola para atirar a Poké Bola.

Quando a consola está em modo docked, o esquema de controlos passa para apenas um Joy-Con, deixando o outro Joy-Con disponível para que um segundo jogador se possa juntar à partida a qualquer momento. Neste esquema de controlos, quando tens que atirar uma Poké Bola, já tens que recorrer aos controlos por movimento, simulando o gesto com o Joy-Con. A Poké Ball Plus funciona exactamente desta forma, mas tem os extras já referidos, como LEDs e capacidade de emitir sons quando capturas o Pokémon. À partida, a Poké Ball Plus parece fantástica e perfeita para se jogar Pokémon, mas é um tipo de controlo que na nossa experiência nos cansou muito mais a mão do que as restantes opções.

Em primeiro lugar, a Poké Ball Plus não é ergonómica para longas sessões. Para os fãs de Pokémon, ter um comando em forma de Poké Bola é uma pequena fantasia tornada realidade, mas na realidade é uma faca de dois gumes. Depois de cerca de 30 minutos a usar a Poké Ball Plus, começamos a nossa mão a ficar cansada, o que não aconteceu com os outros esquemas de controlos (o Joy-Con é muito mais ergonómico e confortável para longas sessões). Parte do problema está no botão principal da Poké Ball Plus. O dispositivo tem um analógico, que serve para movimentar a personagem e navegar pelos menus, e um botão na parte superior. O botão principal é o analógico clicável, mas requer que o polegar faça repetidamente demasiada força. Se a forma da Poké Bola já não é amigável para o conforto, ter que estar a exercer força repetidamente no polegar só piora o desconforto.

"a Poké Ball Plus não é forma mais confortável de se jogar Pokémon Let's Go"

Este é o único defeito da Poké Ball Plus, mas infelizmente é um defeito que se faz sentir e que não torna este comando opcional na melhor opção para sessões de várias horas. Gostamos muito de todas as funcionalidades que a Nintendo incluiu, e até podes levar um dos teus Pokémon de Pokémon Let's Go a passar dentro da Poké Ball Plus (e quando voltares a casa terás recompensas para recolher). Falta dizer que dentro deste comando está um Mew, que pode ser redimido no jogo através da opção Mystery Gift. A não ser que transfiras o Mew do Pokémon GO, esta é de momento a única outra forma de obter este Pokémon lendário no jogo para a Nintendo Switch.

Portanto, apesar de ser um comando adorável e cheio de funcionalidades engraçadas que aumentam a imersão, a Poké Ball Plus não é forma mais confortável de se jogar Pokémon Let's Go. Claro que, é um comando que devido ao seu formato também se transforma num coleccionável de exposição. A Poké Ball Plus pode ser adquirida num bundle com Pokémon Let's Go, que custa 89.99 euros, ou em separado, ficando neste caso por 49.99 euros. Visto que Pokémon Let's Go custa 59.99 euros, se pretendes ter a Poké Ball Plus, o bundle é uma oportunidade para poupar dinheiro. Fora a falta de conforto, não há mais nada a apontar. É um comando fácil de usar, extremamente simples e robusto. Apesar de ter uma pequena dimensão, não é demasiado leve. O carregamento é feito por USB type-C (situado na parte de trás) e demora aproximadamente 3 horas.

Publicidade

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Mais artigos pelo Jorge Loureiro

Comentários (3)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários

Conteúdos relacionados