Diablo 3 na Switch é uma brilhante conversão

Melhor do que as versões de anterior geração.

Depois de converter Skyrim para a Nintendo Switch, a Iron Galaxy Studios está de volta com mais uma brilhante conversão para a híbrida da Nintendo - Diablo 3 da Blizzard.

O Digital Foundry passou os últimos dias a jogar e a testar este regresso da série às consolas da Nintendoe avança que a versão Switch é baseada na recente edição Eternal Collection. É hora de descobrir se a Blizzard cumpriu com a promessa de 960p na dock, 720p em modo portátil, a 60 fotogramas por segundo.

A versão Switch de Diablo 3 usa conversão dinâmica de resolução para ficar o mais perto possível dos 60fps. Na dock, o máximo registado foi uma resolução de 1600x900 que desce para 1344x759 nos momentos mais exigentes. Um valor superior à 720p das versões Xbox 360 e PS3.

Em modo portátil, Diablo 3 corre a nativa 1280x720, mas pode descer para 960x540 em momentos onde o motor passa por maiores dificuldades. A situação não é tão problemática quanto os números sugerem devido ao ecrã mais pequeno.

Em termos de efeitos e qualidade de imagem, a versão Switch é um meio termo entre as versões de anterior e actual geração. A qualidade das sombras, oclusão ambiental e brilho estão piores do que na PS4 e Xbox One, enquanto a resolução afecta visivelmente as texturas. Pensa nisto como uma versão de anterior geração melhorada.

A performance apresenta algo similar - a Switch consegue um resultado melhor do que a PS3 e a Xbox 360. Nos níveis iniciais, Diablo 3 na Switch corre a 60fps quase perfeitos e emprega v-sync, um resultado muito superior ao das consolas de anterior geração.

Na maioria do tempo correrá assim, mas é possível sofrer quedas quando o jogas no nível máximo. Com um Wizard a nível 70 nos Nephalem Rifts, o Digital Foundry conseguiu baixar o rácio de fotogramas para 40fps, na dock e em modo portátil. No modo cooperativo foram encontrados resultados similares - é o número de inimigos que afecta mais a performance.

Diablo 3 na Switch é uma excelente versão do jogo e perfeito para jogar em modo portátil. A Blizzard e a Iron Galaxy merecem parabéns por não remover funcionalidades e aplicarem as escolhas correctas para obter a melhor experiência possível. A versão Switch é superior em tudo às versões de anterior geração e ainda inclui mais conteúdo.

Publicidade

Salta para os comentários (17)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (17)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários