A Square Enix comunicou aos seus investidores o desejo de apoiar os seus futuros lançamentos com mais conteúdos adicionais.

A companhia Japonesa quer prolongar o tempo de vida dos seus jogos para que possam vender mais unidades a longo prazo e para isso, poderá começar a apoiá-los durante mais tempo.

No mais recente relatório, via ResetEra, a Square Enix menciona a possibilidade de optar modelos de subscrição nos seus jogos não MMO para gerar mais receitas a longo prazo.

No departamento de jogos para consolas e portáteis, incluindo jogos PC não MMO, a Square Enix diz que as vendas digitais estão a crescer e como resultado, a vida dos jogos está a aumentar.

Para tirar proveito desta nova tendência, é cada vez mais importante apoiar os jogos com iniciativas após o lançamento, diz a companhia.

A expansão do catálogo digital com mais lançamentos regulares será combinada com a "adopção de modelos de subscrição para expandir as oportunidades de gerar receita."

Este relatório da Square Enix sugere que a companhia poderá implementar modelos de subscrição, tradicionalmente vistos nos MMOs, em jogos onde não é habitual ver tal modelo de negócio.

Final Fantasy 15 foi lançado em Novembro de 2016 e tem sido apoiado com conteúdos adicionais ao longo destes dois anos, receberá mais conteúdos durante o ano de 2019.

A Square Enix prepara ainda o lançamento de Final Fantasy 15: Comrades - Expansão Multijogador em separado, que podem servir como exemplos deste apoio a longo prazo pretendido pela companhia.

Em Junho, Tetsuya Nomura, director de Kingdom Hearts 3, partilhou a intenção de apoiar o jogo com DLCs que expandem o gameplay e não apenas meros itens extra.

Dissidia: Final Fantasy NT é outro jogo que a Square Enix está a apoiar com DLCs, teve direito a Season Pass no lançamento, existindo ainda possíveis indicações para mais DLCs além do que foi anunciado.

1

Esta possível aposta em conteúdos adicionais e em formas de gerar receitas recorrentes chega num momento em que a Square Enix perdeu imenso dinheiro com o estúdio que abriu no início do ano, a Luminary Productions.

A Square Enix anunciou esta semana uma perda de 29 milhões de euros devido ao investimento feito na Luminary Productions, fundada em Março para se focar na produção de conteúdos multimédia.

Segundo partilhado pela Square Enix, este estúdio vai-se agora focar no desenvolvimento de videojogos de alto perfil e grande qualidade, para tirar melhor proveito das suas forças.

A editora Japonesa refere "perdas extraordinárias" nestes seis meses e diz que após avaliar estrategicamente o estúdio, decidiu mudar por completo o seu foco e redireccionar os seus esforços.

Publicidade

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Mais artigos pelo Bruno Galvão

Comentários (21)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários

Conteúdos relacionados

Final Fantasy 14: Shadowbringers anunciada

Nova expansão agendada para o Verão de 2019.

Anime de Devil May Cry a caminho

Do responsável pela anime de Castlevania.

Just Cause 4 recebe novo trailer explosivo

Loucura em mundo aberto levada a um novo nível.

Fortnite considerado o jogo do ano nos Golden Joystick Awards

Red Dead Redemption 2 foi a escolha da crítica.

Últimas

Final Fantasy 14: Shadowbringers anunciada

Nova expansão agendada para o Verão de 2019.

Anime de Devil May Cry a caminho

Do responsável pela anime de Castlevania.

Just Cause 4 recebe novo trailer explosivo

Loucura em mundo aberto levada a um novo nível.

Fortnite considerado o jogo do ano nos Golden Joystick Awards

Red Dead Redemption 2 foi a escolha da crítica.

Publicidade