Fãs de Red Dead Redemption 2 insultam pessoa real chamada Colm O'Driscoll

É o nome do rival de Dutch. 

Red Dead Redemption 2 chegou às lojas e despertou o furor dos jogadores, mas alguns estão a levar o entusiasmo longe demais.

Já imaginaste como seria ter o mesmo nome que um vilão de um videojogo ou filme? Algumas pessoas não precisam imaginar e estão a sentir na pele o efeito negativo de alguns videojogos.

Colm O'Driscoll é um homem da Irlanda que foi apanhado pela loucura em torno de Red Dead Redemption 2, sem sequer estar a par do que se está a passar.

O'Driscoll diz ter recebido várias mensagens ameaçadoras nas redes sociais de jogar que o tratam como se fosse o vilão de Red Dead Redemption 2 - algumas delas em tom de brincadeira, mas outras levam as coisas demasiado longe.

Aviso para spoilers nas imagens em baixo.

O'Driscoll partilhou imagens de conversas no Twitter, mas também partilhou mensagens enviadas através do Instagram.

Como referido, algumas são brincadeira, mas outras usam palavrões e até ameaças de morte.

O'Driscoll comentou com o Eurogamer que nem sequer tem uma Xbox One ou PlayStation 4.

1
2
3
4
5
Dias estranhos estes.

Contactado pelo Eurogamer, O'Driscoll diz que tudo isto é bizarro e acredita que são apenas trolls da internet e divertirem-se.

"Uma parte de mim fica preocupada que algumas destas pessoas estejam tão emocionalmente investidas no jogo que comecem a perder a percepção do que é real e não é real," disse O'Driscoll.

6
Ânimos exaltados não dão bons resultados.

Colm O'Driscoll é o nome do líder de um grupo e rival de Dutch, um antagonista que dará bastantes dores de cabeça ao longo da história de Red Dead Redemption 2.

O próprio início do jogo começa com um confronto com membros do seu grupo e tornam-se num nome que muitos vão odiar, mas transportar esse ódio para o mundo real e direccioná-lo para um estranho é no mínimo bizarro.

Devido à grande quantidade de mensagens que tem recebido, o O'Driscoll da vida real começou a bloquear as mensagens de estranhos pois algumas delas, segundo diz, tornaram-se demasiado estranhas.

É um efeito curioso que um videojogo está a ter sobre a vida de uma pessoa que nem sequer joga videojogos.

Publicidade

Salta para os comentários (21)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

PS5 e Xbox Series X confirmadas para o Tokyo Game Show

Japoneses vão experimentar jogos de nova geração.

Dreams ganha data de lançamento

Sairá do Acesso Antecipado em Fevereiro.

Estúdios third-party podem agora criar jogos de League of Legends

Riot Games abre o seu universo a outros produtores.

Grand Theft Auto Online está cada vez mais popular

Seis anos depois, é uma máquina de gerar dinheiro.

Também no site...

Comentários (21)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários