Shenmue HD - análise aos remasters: melhorias são escassas mas os ports são geniais

Clássico genuíno para consola remasterizado para hardware moderno.

Pode não ser o remaster / remake completo que estávamos à espera, mas Shenmue e a sua sequela podem finalmente ser corridos em hardware moderno, cortesia da Sega e da produtora d3t. Versões para a PlayStation 4, Xbox One e PC estão disponíveis, cada uma delas oferecendo uma conversão notavelmente próxima dos originais da Dreamcast, com um ou dois ajustes interessantes.

Comecemos pelo primeiro jogo. Não é surpresa nenhuma o facto de Shenmue HD oferecer uma experiência de resolução mais alta. Em todas as consolas Xbox e PlayStation, Shenmue HD opera com uma contagem de pixels de 1080p - quer estejas a jogar no hardware base ou nas versões aprimoradas. A boa notícia é que a qualidade da imagem é óptima. Shenmue usa uma forma de anti-aliasing que consegue suavizar as bordas ao ponto de ser quase impossível detectar degraus individuais de pixel. É uma solução extremamente eficaz e funciona bem, mesmo quando escalada numa TV 4K.

Mais importante ainda, em comparação com a Dreamcast, o brilho é mantido a um mínimo absoluto, com objectos finos e detalhes elegantes a aparecerem de forma temporariamente estáveis na versão HD. No formato original, Shenmue exibia muitos brilhos evidentes e aliasing - algo atípico para a Dreamcast. Isto deve-se ao facto de Shenmue ser um dos poucos jogos no sistema que evita completamente os mip-maps - algo que compartilha com os jogos de arcada da AM2. O meu palpite é que a AM2 pensou que os efeitos colaterais da utilização de filtragem bilinear em combinação com mip maps - algo que gerou texturas desfocadas em ângulos oblíquos - causaram um impacto muito grande na percepção dos detalhes. Felizmente, a nova versão HD lida com esta problemática de forma muito mais eficaz, conferindo superfícies limpas desprovidas de brilho e artefactos.

Para além disso, a versão HD também evita os artefactos dithering inerentes à versão Dreamcast. Internamente, muitos jogos da Dreamcast utilizam uma maior profundidade de cor, mas renderizam a 16 bits de buffer frontal para economizar memória, resultando em pontilhados quando reproduzido usando VGA. Não existem problemas com a nova versão HD, que retém a profundidade total de cores do início ao fim, limpando a imagem de forma significativa.

A nossa análise em vídeo dos remasters de Shenmue, testado em todas as plataformas.

Além da resolução, os jogadores têm agora a opção de visualizar o jogo em widescreen 16: 9 completo ou na sua proporção original de 4: 3, sendo que podes também alternar a renderização de baixa resolução caso queiras experimentar a 'sensação' de 480p. Há uma ressalva para isto, no entanto - as cut-scenes são ainda exibidas em 4: 3, independentemente da configuração seleccionada. Imagino que os ângulos de câmara seleccionados apresentaram problemas quando exibidos numa proporção mais ampla e a decisão foi feita para manter a apresentação original. O resto da experiência permanece em 16: 9, no entanto, incluindo sequências de diálogo normais e QTEs.

Indo mais além, todos os modelos, texturas e áudio originais correm como na Dreamcast. Embora os activos possam ser os mesmos, o seu uso é aprimorado em determinadas áreas. Repara no céu, por exemplo. Na Dreamcast, a textura do céu é caracterizada por pontos e pixelizada, o que é uma escolha estranha, considerando que as nuvens devem parecer suaves por natureza. A versão HD resolve isso filtrando a textura da nuvem. A remasterização HD também adiciona um efeito de bloom (que pode ser desactivado para puristas) - aumenta subtilmente a vibração da imagem e a luminosidade de certos elementos, como os sinais neon durante a noite. Independentemente da configuração escolhida, há uma diferença notável na cor e no tom gerais em comparação com o original da Dreamcast, com a versão HD fornecendo uma aparência um pouco mais quente em geral.

Então, que mais mudou? Bem, os tempos de loading são muito mais rápidos na versão HD e esta é talvez uma das mudanças mais significativas. Movimentares-te entre lojas e áreas diferentes é agora quase perfeito como resultado do aumento de velocidade. A taxa de fotogramas também foi melhorada: enquanto o jogo na Dreamcast é estável na maioria das cenas, as ruas mais movimentadas tendem a perder fotogramas e, na verdade, causam uma lentidão real, já que o motor está ligado à actualização de 30 fps. Como seria de esperar, o re-lançamento em HD de Shenmue não apresenta estes problemas - pelo menos com base na minha experiência até agora.

Claro está, independentemente da plataforma onde jogas, serão ainda 30 fotogramas por segundo. Este é um ponto de discórdia que aparece frequentemente ao discutir ports de sistemas mais antigos. Neste caso, a questão está mais uma vez ligada à maneira como o jogo foi criado. Pode simplesmente não ser possível corrê-lo a taxas de fotogramas mais altas sem quebrar o jogo. E sim, isso também se aplica à versão para PC. Este facto apresenta problemas em ecrãs onde 30Hz não podem ser divididos uniformemente no refresh nativo. O meu ecrã corre a 75Hz, por exemplo - por isso, até ao momento, é impossível jogar sem trepidação. O modo de janela sem borda é bom, mas agora tens problemas de ritmo dos fotogramas. Esperemos que isso seja corrigido em breve.

PlayStation 4 ProDreamcast
A resolução mais alta e a iluminação opcional de bloom ajudam a alterar um pouco a atmosfera, enquanto a proporção mais ampla do ecrã revela mais do ambiente.
PlayStation 4 ProDreamcast
O excelente anti-aliasing ajuda a limpar o brilho inerente no jogo original da Dreamcast, enquanto a melhoria da filtragem do céu e bloom melhoram muito a aparência das texturas das nuvens.
Xbox One XDreamcast
A versão HD de Shenmue 2 é baseada principalmente na versão Xbox, que inclui recursos como água melhorada. Claro, podes sempre argumentar que a cor seleccionada para a água é um passo para trás comparado com a versão da Dreamcast.
Xbox One XDreamcast
As sombras dos edifícios estão incluídas neste relançamento do jogo, que é outro recurso originalmente apresentado no port Xbox de Shenmue 2.

A versão para PC de Shenmue partilha muito com as versões consola, mas com algumas opções adicionais escondidas nos menus. Esta versão suporta resoluções nativas mais altas e super-sampling, além de escalador de resolução, FXAA opcional e muito mais. No seu estado actual, existe algum suporte para monitores ultra-wide. A parte do jogo em 3D parece correr bem e o campo de visão mais amplo abre ainda mais a apresentação. Infelizmente, a interface e o letterboxing não estão a funcionar correctamente na versão que testei, mas fui informado que isso será corrigido pelo lançamento, portanto, espero que não seja um problema. É claro que, nos 16: 9 padrão, o jogo tem exactamente a mesma aparência que as versões para consolas.

A última coisa que quero abordar aqui é o áudio - a versão original da Dreamcast não soa muito bem ao reproduzir amostras de áudio digital, e isso também é verdade aqui. As vozes são muito comprimidas e a reprodução é fraca em todas as versões de Shenmue. Infelizmente, não deverá existir forma de melhorar esta situação sem refazer tudo, mas vale a pena notar. Uma boa melhoria, no entanto, é a opção de seleccionar as vozes em japonês ou inglês - um recurso que não estava disponível anteriormente devido a limitações de espaço no disco. Esta é realmente uma boa notícia, já que a qualidade de áudio japonesa está num outro nível - soa muito melhor, e podes sempre seleccionar as legendas em inglês.

Apesar de tudo, embora existam algumas limitações e questões sobre as quais deves estar ciente, esta é agora a forma definitiva de desfrutar Shenmue 1. O port é sólido - mas e Shenmue 2? Bem, é aqui que as coisas começam a ficar interessantes, já que existem duas versões, a original da Dreamcast e o seu port para a Xbox. Num nível básico, ainda estamos a olhar para uma apresentação básica de 1080p30, mas descobri que Shenmue 2 beneficia significativamente mais com a resolução mais alta do que o jogo original. Os espaços da sequela tendem a ser maiores, mas também apresentam uma variedade maior de planos e fachadas de edifícios. Como resultado, na Dreamcast, a qualidade da imagem é inferior, com um brilho intenso visível em quase todas as cenas.

Ao combinar um anti-aliasing eficaz com uma resolução de renderização mais alta, no entanto, a versão HD aparece dramaticamente mais suave em movimento. Detalhes distantes estão agora limpos e visíveis em todo o mapa e o brilho é bastante reduzido. Infelizmente, as cut-scenes são ainda mais letterboxed do que antes - enquadradas numa proporção de 16: 9, grandes bordas pretas são desenhadas ao redor da imagem, o que pode facilmente distrair-te.

Queres saber mais sobre Shenmue? Confere esta biblioteca Retro do DF para aprenderes mais sobre o jogo.

Mas a verdadeira revelação aqui vem da sua fonte. Shenmue 2 parece ser mais uma conversão da Xbox ao invés de um port da Dreamcast, como no primeiro jogo. Todos os benefícios da versão Xbox estão presentes e contabilizados aqui, incluindo melhor renderização da água. Na Dreamcast, tens um plano estático que ondula para simular ondas, enquanto que na Xbox original e novas versões HD tens uma textura de água animada melhorada. A qualidade das sombras também é superior. As versões Xbox e HD parecem usar sombras de stencil básicas para representar as sombras dos edifícios, enquanto a versão Dreamcast usa um tipo de sombreamento diferente. Outros efeitos também apresentam algumas pequenas melhorias - o reflexo de lente usado para o sol é melhorado, por exemplo. Os produtores até mantiveram os vários filtros full-screen disponíveis na versão do Xbox, o que é um bónus inesperado.

Onde a versão do Xbox foi mal-sucedida, a d3t corrigiu os erros. O único problema que sempre tive foi o efeito de desfoco presente no combate de Shenmue 2 - um efeito inapropriado que não está presente no lançamento original da Dreamcast. Felizmente, este é um recurso que não chegou ao mercado no lançamento da versão HD - sequências de combate parecem mais alinhadas com a versão da Dreamcast como resultado. Essencialmente, Shenmue 2 HD oferece o melhor dos dois mundos - as melhorias genuínas oferecidas pelo Xbox sem as suas imperfeições.

Outro elemento importante que se aplica a ambos os jogos é a interface e a selecção de fontes. A d3t reservou tempo para recriar todos os vários menus usando recursos e fontes de alta resolução. A sua aparência actual é excelente e contribui muito para a apresentação aprimorada. Depois, há os jogos arcade incorporados que chegam também nesta nova versão do jogo. Podes sentar-te e jogar vários títulos de arcada clássicos da Sega e os mesmos estão simplesmente impecáveis: os pixels são extremamente nítidos e os jogos parecem e soam exactamente como deveriam.

A análise do legado do DF Retro desta franquia clássica conclui com uma olhada na excelente sequela de Yu Suzuki.

Tal como acontece com Shenmue 1, os tempos de loading na sequela também são muito melhorados - mais ainda, para sermos francos. Shenmue 2 apresenta um mundo muito maior do que o jogo original, com muitas portas por onde podes entrar e espaços pesados para o hardware original. O carregamento mais rápido torna a exploração menos tediosa nesta versão. Embora existam alguns defeitos na apresentação que esperamos que sejam solucionados, ambos os títulos são conversões fantásticas - e são certamente a melhor maneira de aproveitar Shenmue 2- todavia, como se comportam os jogos nos dias de hoje?

Bem, esta é uma pergunta que muitas pessoas podem fazer, especialmente nos primeiros momentos. Já nos habituamos a certos elementos em jogos modernos projectados para facilitar a progressão. Waypoints, mini-mapas, indicadores de objectivos e muito mais são ferramentas usadas em jogos modernos. Basicamente, é virtualmente impossível perderes-te num jogo de mundo aberto nos dias que correm. Embora seja verdade que Shenmue possui uma escala menor, sinto que este facto destaca algo que tem desaparecido ultimamente - incerteza sobre como progredir. Shenmue, basicamente, pede ao jogador para descobrir por si mesmo como proceder através da exploração e da conversação. Tens um caderno para te manteres a par das tuas descobertas, mas é basicamente isso.

Descobres mais sobre o mundo e localizas os teus objectivos conversando com outras pessoas. Digamos que estás à procura de alguém e aprendes mais sobre a sua localização. Em vez de receberes um indicador ou waypoint, receberás um nome. Isto significa que terás de caminhar pelo ambiente à procura do local em questão, lendo sinais e prestando atenção a pistas. Pode parecer uma coisa pequena, mas ajuda a tornar este mundo mais atractivo. Claro que isto pode complicar-se caso estejamos a falar de um mundo aberto maior, é claro, mas é algo que ajuda a perceber o universo de Shenmue. Nem todos terão paciência para este estilo de jogo, mas acho que é algo que o define.

Mas o que é importante reter é que tanto Shenmue como a sua sequela são jogos do seu tempo, construídos com diferentes padrões tecnológicos e combinados com a jogabilidade da época - e, a esse respeito, os remasters em HD oferecem pouco para acomodar as sensibilidades da era moderna. Pessoalmente, adoro a maneira como se desenrolam, mas vale a pena enfatizar novamente que as únicas melhorias reais aqui são em termos visuais e de desempenho. Isso, certamente, é bom para mim - esta é a experiência completa de Shenmue, devidamente restaurada para uma nova geração.

Publicidade

Salta para os comentários (9)

Jogos em destaque neste artigo

Sobre o Autor

John Linneman

John Linneman

Staff Writer, Digital Foundry

An American living in Germany, John has been gaming and collecting games since the late 80s. His keen eye for and obsession with high frame-rates have earned him the nickname "The Human FRAPS" in some circles. He’s also responsible for the creation of DF Retro.

Conteúdos relacionados

Comando da PS5 revelado em nova patente

O Dualshock 5 mostra ligeiras diferenças sobre o 4.

Mudar o design de Sonic para o filme custou $35 milhões

As reacções são incrivelmente positivas, mas o custo foi elevado.

Também no site...

Dead Island 2 continua vivo, assegura editora

O resultado final será o mais importante.

Pokémon Sword e Shield entre os mais populares no Twitch

À frente de FIFA 20, Call of Duty: Modern Warfare e GTA5.

Mudar o design de Sonic para o filme custou $35 milhões

As reacções são incrivelmente positivas, mas o custo foi elevado.

Comentários (9)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários