Shadow of the Tomb Raider é o aguardado regresso de Lara Croft, desenvolvido pela Eidos Montreal que assumiu a responsabilidade de te entregar o final da nova trilogia.

Num recente evento, o Digital Foundry teve a oportunidade de jogar uma versão preview de Shadow of the Tomb Raider na Xbox One - onde o jogo revela um nível de detalhe acima de tudo o que viste nos dois anteriores.

A qualidade gráfica é um dos destaques, mas os níveis mais amplos também o são. A personagem enverga um maior nível de detalhe e a forma como interage com os cenários é um dos grandes destaques. Lara fica suja quando rebola no chão e até pode usar isso a seu favor, nos momentos furtivos. O Digital Foundry diz mesmo que o modelo de Lara é um dos modelos com maior detalhe nesta geração.

Shadow of the Tomb Raider é um jogo visualmente muito belo e a interacção de Lara com os cenários diz muito da qualidade visual - o exemplo apresentado é a forma como deixa pegadas na lama e pode usar isso a seu favor. A Eidos Montreal assegura que usou os 6 teraflops da Xbox One X para tornar Shadow of the Tomb Raider num jogo deslumbrante e o vídeo do Digital Foundry atesta isso.

Sobre a performance na Xbox One X, Shadow of the Tomb Raider deixa-te escolher entre dois modos diferentes de jogo: modo a 30fps e outro modo a 60fps.

Em "Modo Rácio de Fotogramas", Shadow of the Tomb Raider corre a 1080p nativa com 60fps como alvo. Como seria de esperar, a resposta dos comandos fica melhor e é algo que se nota.

No "Modo Alta Resolução", Shadow of the Tomb Raider corre a 4K nativa, mas baixa o rácio de fotogramas para 30fps fixos. É um modo para quem precisa da melhor qualidade gráfica ao seu alcance e torna o jogo deslumbrante.

Ambos os modos têm os seus argumentos e se jogar a 4K nativa torna Shadow of the Tomb Raider incrivelmente belo, jogar a 60fps poderá fazer uma diferença incrível no gameplay.

Shadow of the Tomb Raider chegará às lojas a 14 de Setembro.

Publicidade

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Mais artigos pelo Bruno Galvão

Comentários (32)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários

Conteúdos relacionados

Publicidade