Os fãs da simulação e estratégia enfrentarão um ritmo lento e progresso ténue, mas serão recompensados a longo termo.

Lançado por ocasião da estreia nas salas de cinema de Jurassic Park: The Fallen Kingdom, World Evolution é a mais recente produção do estúdio Frontier Developments, responsável por alguns jogos de estratégia relevantes, entre os quais RollerCoaster Tycoon e Zoo Tycoon.

Jurassic World Evolution delega no jogador a tarefa de construção e operação de um parque jurássico, onde os dinossauros são os verdadeiros protagonistas e as maiores atracções. Os clientes pagam para ver estes seres colossais no seu ambiente natural, mas os desafios até chegares ao ponto óptimo de satisfação da clientela são imensos, pelo que a tarefa está longe de se tornar num passeio na praia.

Curiosamente, World Evolution partilha evidentes aproximações às anteriores produções do mesmo estúdio, pelo que se tiveste a oportunidade de jogar algum título supra mencionado, vais-te sentir em casa ao experimentar esta derradeira evolução do mundo jurássico. Por um lado é curioso registar a adopção de um modelo de simulação que não é tão comum nos dias de hoje. O normal seria encontrarmos um jogo com peso na acção e no combate.

Contrariamente ao que supões de um jogo que prima pela simulação e gestão, World Evolution dá alguns sinais típicos do primeiro filme, estreado em 1993 e realizado por Steven Spielberg. Conhecendo-o, sabes que depois daquela apresentação tão convincente do parque, só poderia dar para o torto. Essa suposição depois confirmada, está muito presente ao longo das primeiras horas de World Evolution. Uma sensação de perda de controlo e caos instalado não te liberta e, quase sem te aperceberes, nunca desaparece.

1
A apresentação dos dinossauros é muito boa, com visuais que se destacam.

A nossa personagem é alguém que aceita o enorme desafio que consiste em criar o espaço e desenvolver as instalações onde irão posteriormente ser introduzidos os dinossauros. Mais do que um espaço sólido, capaz de suportar os caprichos e loucura das poderosas criaturas, cabe ao jogador alimentá-los e providenciar pelo sustento e futuro das espécies. Uma tarefa aparentemente simples rapidamente se desmultiplica num turbilhão de funções só comparável à velocidade da luz.

Proporcionar condições aos clientes para uma óptima estadia e levá-los a gastar mais dos seus recursos, contribui para um reforço financeiro indispensável não só à manutenção mas também ao desenvolvimento do parque. Existem muitas espécies de dinossauros, algumas com imenso poder de atracção dos visitantes, mas há um custo monetário para os assegurar. Obter os ovos da incubadora Hammond Creation Labs requer um grande dispêndio de dinheiro, situação que não é de todo possível na primeiras horas de jogo, quando tens à disposição somente umas pequenas criaturas.

A dimensão de um jogo destes é avassaladora. Se pensares no ponto máximo de desenvolvimento serão precisas incontáveis horas, um investimento de tempo e de adequação a um jogo que é sobretudo sobre gestão e simulação, o que pode não ser do agrado de todos. Para os fãs destas experiências e a pensar em objectivos intermédios, a Frontier criou um conjunto de missões intermédias, vários objectivos ligados a capítulos específicos como ciência e entretenimento.

2
Mais do que um parque temático, é importante desenvolver as ilhas do ponto de vista da acessibilidade, equipamentos e oferta hoteleira.

Não estarás sozinho neste programa de desenvolvimento do parque jurássico. Há pessoas ligadas à investigação, à pesquisa e obtenção de materiais imprescindíveis para as tuas decisões. Importa sublinhar que estes factores poderiam estar melhor interligados, num feixe mais harmonioso de informações. Por vezes perdes-te neste trecho.

Algo que poderia estar mais simplificado e facilitado é o processo de obtenção de dinossauros. As expedições a pontos localizados do globo são imprescindíveis a fim de recolhermos os respectivos fósseis. Há um tratamento a dar à amostra a partir desta altura e um conjunto de possibilidades quanto à personalização do dinossauro. No entanto, estamos perante um processo extremamente moroso e repetitivo. Sempre que queres obter uma nova espécie tudo se repete.

É interessante verificar o progresso do parque. O crescimento dos dinossauros, a sua adaptação ao meio, o acompanhamento dos visitantes. São resultados que nos deixam satisfeitos, embora o perigo esteja sempre à espreita, mediante um acidente, fuga ou descontrolo nalgum campo. O capítulo da segurança é relevante se queres minimizar os estragos nesta obra que te pertence.

Em suma, Jurassic World Evolution é uma experiência muito específica, orientada para um público especial, interessado em jogos de simulação e gestão. Nem todos estarão preparados para uma experiência tão prolongada, intensa - por vezes zen - e de transformações graduais ao longo do tempo. Mas os fãs encontrarão aqui bons motivos para voltarem a explorar um mundo jurássico em permanente ebulição. No primeiro filme, de 1993, o parque nem chegou a abrir, ficando-se pela fase de testes. Agora podes experimentar algumas dessas sensações e abrir com sucesso ao público um mundo onde os dinossauros voltam a reinar.

Publicidade

Sobre o Autor

Vítor Alexandre

Vítor Alexandre

Redator

Adepto de automóveis é assim por direito o nosso piloto de serviço. Mas o Vítor é outro que não falha um bom old school e é adepto ferrenho das novas produções criativas. Para além de que é corredor de Maratona. Mas não esquece os pastéis de Fão.

Mais artigos pelo Vítor Alexandre

Comentários (6)

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários

Conteúdos relacionados

Nos bastidores de Jurassic World Evolution

A equipa fala-te das suas ambições.

Jogadores de Soulcalibur 6 lutam com os seus terroríficos pénis no online

O modo editor de personagens permite coisas inacreditáveis!

Últimas

Jogadores de Soulcalibur 6 lutam com os seus terroríficos pénis no online

O modo editor de personagens permite coisas inacreditáveis!

Xenoblade Musou agrada à Koei Tecmo

Ys Musou também é um dos desejos.

Tekken 7 vendeu 3 milhões num ano

Bandai Namco comemora com imagem.

Netflix cancela série Luke Cage

Tal como aconteceu com Iron Fist.

Publicidade