Com Fortnite Battle Royale, PUBG e Pokémon Go a gerarem milhões em receitas todos os meses no mercado de jogos mobile, a Activision já está a fazer os preparativos para lançar um novo Call of Duty para os smartphones.

O Call of Duty para smartphomes será free-to-play e surge de um acordo com a Tencent, a maior companhia de videojogos do mundo. O plano é criar um jogo de Call of Duty com as personagens, mapas, modos e funcionalidades encontradas nas versões para consolas e PC.

"Estamos a trabalhar proximamente com um dos melhores estúdios mobile da Tencent, Timi, para desenvolver uma experiência divertida e original de Call of Duty que entregue jogabilidade e mecânicas soberbas aos jogadores," comentou Rob Kostich, vice-presidente e gestor da série Call of Duty.

O estúdio em questão é o Timi Studio Group, o mesmo que desenvolveu Arena of Valor, um MOBA para smartphones altamente aclamado, polido e competitivo. Por enquanto não existem mais detalhes, mas este é um estúdio que já provou ser muito talentoso.

O mercado chinês será o primeiro a receber a versão mobile de Call of Duty e a Activision ainda não falou de planos para um lançamento à escala global. Todavia, se o jogo tiver sucesso, não existem razões para não o fazer.

A razão principal para a Activision estar a apostar no mercado chinês é simples: as firmas de analistas dedicadas videojogos indicam que a China detém a maior fatia do mercado global, avaliada em $38 mil milhões.

Publicidade

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.