Rumor: Google a planear plataforma de videojogos

Já está a contratar produtores da EA e PlayStation.

A Google, uma das maiores companhias do mundo de tecnologia, pode estar a planear uma plataforma de videojogos para rivalizar com a PlayStation e a Xbox.

O rumor vem do Kotaku, que alega que ainda não conseguiu obter acesso a detalhes específicos, mas que descobriu através das suas fontes que a abordagem da Google aos videojogos terá três fases: em primeiro lugar uma plataforma de streaming, em segundo algum tipo de hardware, e por último, convencer os produtores a juntarem-se à companhia.

Parece que a companhia está bastante interessada nos videojogos e na Games Developers Conference desta ano os representantes da Google encontraram-se com grandes companhias de videojogos para avaliar o interesse na sua plataforma de streaming, que supostamente tem o nome de código Yeti. Na E3 em Los Angeles, que decorreu há duas semanas, a Google também teve várias reuniões.

O plano da Google não passa apenas por convencer os produtores a apoiarem a sua iniciativa, mas a comprar estúdios inteiros. Uma companhia do tamanho da Google tem, sem dúvida alguma, os recursos necessários para comprar grandes estúdios de videojogos e o Kotaku adianta que a companhia tem estado a contratar em massa produtores de videojogos da Electronic Arts e PlayStation.

"O plano da Google não passa apenas por convencer os produtores a apoiarem a sua iniciativa, mas a comprar estúdios inteiros"

A plataforma de streaming da Google é semelhante àquilo que algumas companhias já estão a tentar fazer neste momento, que é um serviço que permite jogar em qualquer lado, desde que haja ligação à Internet, sem requisitos de hardware elevados. É uma iniciativa na qual grandes editoras como a PlayStation e a Electronic Arts estão a investir, acreditando que poderá ser o futuro dos videojogos.

Uma das pessoas familiares com os planos da Google e do seu serviço de streaming explicou que o objectivo da plataforma é permitir algo tão simples como abrir um separador do Google Chrome e começar a jogar The Witcher 3. Os serviços de streaming já existem, mas ainda existem barreiras que impedem que se tornem populares, como a necessidade de uma excelente ligação à Internet.

"O objectivo da plataforma é permitir algo tão simples como abrir um separador do Google Chrome e começar a jogar The Witcher 3"

Sobre o hardware, as informações do Kotaku apontam que terá algum tipo de ligação com o serviço de streaming, mas não se sabe ainda se será algo para competir directamente com o hardware da PlayStation e Xbox, ou se será algo mais simples.

Esta não seria a primeira vez que uma gigante de tecnologia tenta penetrar no mercado dos videojogos. A Amazon investiu bastante nos últimos anos, comprando a plataforma Twitch por $970 milhões, e criou os Amazon Game Studios para desenvolverem jogos exclusivos para a Fire TV, um pequeno dispositivo Android para ser ligado às televisões, semelhante à Apple TV.

Será que a Google terá sucesso nesta nova iniciativa? Teremos que aguardar para ver.

Publicidade

Salta para os comentários (73)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

Pai modifica o Xbox Adaptive para a sua filha jogar Zelda: Breath of the Wild

Phil Spencer elogiou o trabalho e espera contar com a sua ajuda.

Oferta de emprego da Naughty Dog sugere The Last of Us 2 no PC

Pede conhecimento em arquitecturas na Nvidia.

Candidato à presidência dos EUA diz que criadores de jogos são "pequenos sacanas"

Joe Biden diz que criam jogos que ensinam a matar pessoas.

Dying Light 2 adiado

Não chegará na Primavera.

Também no site...

Hunt: Showdown na PS4 em Fevereiro

Cross-play entre consolas também está a caminho.

Black Desert já amealhou $1.5 mil milhões

Versão Mobile alcançou 20 milhões de downloads.

Dying Light 2 adiado

Não chegará na Primavera.

Pai modifica o Xbox Adaptive para a sua filha jogar Zelda: Breath of the Wild

Phil Spencer elogiou o trabalho e espera contar com a sua ajuda.

Comentários (73)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários