Street Fighter 30th Anniversary Collection - Análise - Uma homenagem quase perfeita

A Capcom entrega algo digno da série.

A Street Fighter 30th Anniversary Collection está finalmente disponível nas lojas e podes acreditar que não é exagero quando digo que é uma homenagem quase perfeita à série. Esta é uma carta de amor à série de Ryu e Ken, uma demonstração de entusiasmo a ser partilhada por todos os fãs. Esta é uma colectânea que celebra três décadas de Street Fighter, uma série na qual todos os envolvidos dedicaram todos os seus esforços a torná-la numa referência, capaz de revelar através de fighting games uma arte majestosa e imponente. Foi em 1997 que começou esta perseguição pela perfeição, elevada pela vontade de melhorar a cada novo jogo.

Agora é hora de celebrar e a Capcom foi além de anteriores tentativas. Esta não é a primeira vez que tens uma colecção de Street Fighter nas mãos, mas se tal como eu cresceste com os jogos da Capcom como companhia nas tardes fora da escola, esta é provavelmente a que maior significado terá para ti. Street Fighter 30th Anniversary Collection honra o nome Street Fighter, demonstra o seu legado e explora bem a forma como cada jogo se tornou numa referência no seu lançamento.

A Capcom é dona de um legado incrível, que inclui algumas das mais sensacionais séries de uma era em que a sensação arcada era incrivelmente importante nesta indústria. A série Street Fighter faz parte dessa era em que sonhavas em ter em casa ports perfeitos dos melhores sucessos das arcadas, uma jornada que poderás acompanhar nesta colecção que agora chegou às lojas. Não é perfeita, é quase perfeita, mas facilmente apelará ao fã de Street Fighter que existe em ti.

Street Fighter

Street Fighter foi lançado originalmente em 1987 e apesar de actualmente ser um jogo incrivelmente rudimentar, a sua presença nesta compilação é um dos seus maiores destaques. Jogar o primeiro Street Fighter é descobrir um jogo muito desagradável, que dificilmente proporciona diversão, mas para os propósitos desta celebração em forma de colecção de videojogos, é uma espécie de encanto por si só. Deixa-te descobrir as origens da série e perceber que muito do que se tornou sinónimo de Street Fighter, já estava lá.

Este é provavelmente um daqueles jogos que mais curiosidade despertará e que até poderás querer terminar apenas para dizer que o conseguiste. Após isso, será difícil voltar a Street Fighter 1. O gameplay é extremamente básico, as animações são péssimas e não parece existir qualquer profundidade aqui. Apesar disto e de correr o sério risco de se tornar no jogo menos jogado nesta colecção, a sua presença dá-lhe um toque especial, torna-a mais sólida e mais séria na sua ambição de figurar como a mais completa colecção de Street Fighter até à data.

4
Podes escolher cada um dos personagens e recriar os seus movimentos fotograma a fotograma

Street Fighter 2

Para a grande maioria, este jogo é um sinónimo de infância/adolescência e a referência para o género dos fighting games da era moderna. É um dos maiores clássicos desta indústria e uma viagem pelo tempo para quase todos os jogadores a quem esta colecção se destina. Street Fighter 2, Street Fighter 2': Champion Edition, Street Fighter 2': Hyper Fighting, Super Street Fighter 2: The New Challengers e Super Street Fighter 2: Turbo são os 5 jogos que representam este marco da indústria. Este poderá ser o jogo que melhor exemplifica o propósito desta colecção pois ao começar com o primeiro, lançado em 1991, e jogando todos até à versão Super Turbo, lançada em 1994, poderás assistir em minutos a evoluções feitas ao longo de 4 anos.

Cada uma destas versões representa uma série de melhorias, novidades e ajustes sobre a experiência original. Saltar de um para o outro revela de forma espantosa o quanto Street Fighter 2 melhorou de jogo para jogo. A Capcom glorificou a arte do refinamento em cada versão de Street Fighter 2. É simplesmente fascinante jogar cada um destes jogos e perceber como a companhia o melhorou. A inclusão de novos personagens é algo que notas desde logo, mas a adição de mais golpes, a alteração na velocidade para um gameplay mais rápido e o aprofundar do sistema de combate até alcançar o seu expoente máximo é uma autêntica jornada que podes acompanhar de forma cómoda e quase instantânea.

Street Fighter Alpha

Para qualquer criança na primeira década de 90 que não tinha forma de receber novidades sobre videojogos, alguns títulos assumiam o estatuto quase de mito. Depois das diversas versões de Street Fighter 2, a chegada do primeiro Street Fighter Alpha foi um desses mitos. Por todo o lado, os recreios estavam repletos de crianças que falavam sobre um novo jogo na série, com um estilo visual que parecia um desenho animado interactivo, com versões mais jovens dos personagens de Street Fighter 2.

Street Fighter Alpha foi esse mito, uma anime interactiva em formato de jogo de luta 2D e um autêntico marco na vida de muitos jogadores. Parte do encanto desta Street Fighter 30th Anniversary Collection está nesse factor nostálgico, nessa viagem pelo tempo, mas a Capcom consegue mais do que isso e é precisamente aí que reside o valor máximo desta proposta: na capacidade de voltar a jogar estes jogos nas plataformas actuais e preservar essas fatias da nossa memória que ajudaram a formar quem somos enquanto gamers.

A série Alpha reserva um encanto especial para muitos jogadores, especialmente porque foi a face de Street Fighter na segunda metade dos anos 90 e cujo estilo visual demonstrava desde logo as ambições da indústria - desenhos animados em formato videojogo. Street Fighter Alpha 2 engrandeceu a experiência em termos visuais e no gameplay, mais dinâmico que Street Fighter 2 e repleto de movimentos que glorificam o estilo visual, mas é provavelmente Street Fighter Alpha 3 que mais avanços revela sobre os anteriores.

Este Alpha 3 também é um dos mais aclamados e mais completos jogos na franquia Street Fighter, conseguindo desfrutar de um papel incrivelmente importante na cronologia da série. Talvez seja por isso uma pena a ausência da versão Max, lançada na PSP, que apresenta cerca de 15 personagens extra, o modo Variable Battle e uma série de refinamentos sobre a versão original Arcade, aqui presente. Street Fighter sempre foi uma série de dedicação à perfeição, onde cada versão leva ao extremo o aprimoramento sobre a anterior versão. Na linha Alpha, as evoluções foram incríveis e esta é uma ausência muito sentida.

5
Podes jogar com ou sem barreiras, aumentar o ecrã ou até seleccionar vista panorâmica. Juntamente com dois filtros que recriam o estilo arcada e o de uma TV CTR.

Street Fighter 3

Qualquer adolescente no início dos anos 2000 sabia que a indústria vibrava com o sonho de obter essas tais versões caseiras dos maiores sucessos arcada das grandes editoras Japonesas. Ao contrário da actualidade, naquela altura as editoras dedicavam-se às experiências arcada de tom frenético e surreal. A Dreamcast ajudou um pouco a chegar mais perto desse sonho e Street Fighter 3 foi um dos jogos presentes na consola. Demonstrando uma incrível ambição por parte da Capcom, que apostou num elenco quase todo ele novo e num sistema de combate sólido, Street Fighter 3 poderá ser o mais arrojado jogo da série. As animações, os cenários e as variantes em cada turno, os visuais e a banda sonora ajudaram a fazer de Street Fighter 3 um clássico memorável

Esta Street Fighter 30th Anniversary Collection apresenta-te Street Fighter 3: New Generation, Street Fighter 3: 2nd Impact e Street Fighter 3 Third Strike: Fight for the Future, uma linha de jogos absolutamente incríveis e que ainda hoje figuram como alguns dos melhores fighting games 2D da história. A possibilidade de os jogar em plataformas actuais e reviver momentos de glória do início deste milénio é fascinante. Os novos personagens, a opção de escolher diferentes Super Arts e especialmente o Parry, fizeram de Street Fighter 3 um autêntico colosso. A sua sensação de estilo não tem igual e acompanhar a evolução desta trilogia é um dos maiores feitos nesta colecção.

Daigo Umehara protagonizou um dos momentos mais icónicos na história desta indústria e fêz-lo em Street Fighter 3, um jogo que desfruta do estatuto de clássico, apesar de altura ter gerado controvérsia. Aqui podes acompanhar a forma como a Capcom o aprimorou e respondeu às críticas da comunidade. Frequentemente criticada pela quantidade de personagens que "atiram" bolas de fogo, muito além dos Shotos, SF3 apresenta o leque mais variado de estilos e personagens.

Online

Street Fighter 2 Hyper Fighting, Super Street Fighter 2 Turbo, Street Fighter Alpha 3 e Street Fighter 3 - Third Strike: Fight for the Future deixam-te jogar em modo online. Se és um fã de Street Fighter isto deixa-te logo com um sorriso na face. Poderás jogar o modo Arcade e receber um desafio a meio da luta, poderás entrar em partidas amigáveis ou de Rank, mas também poderás procurar por um Lobby. A possibilidade de jogar estes jogos online dá-lhes uma oportunidade para reentrarem na cena competitiva, entre os grupos de fãs mais dedicados, mas existem alguns problemas de momento.

Actualmente, é fácil encontrar uma partida online Street Fighter 30th Anniversary Collection, mas é muito difícil começar sequer, quanto mais terminar. Se estiveres no modo Arcade, a partida que foi interrompida é reiniciada e torna-se frustrante combater diversas vezes o mesmo adversário CPU porque o anterior combate foi interrompido para uma partida online que não terminou. O estado da ligação poderá variar, mas de momento, a Capcom precisa aplicar fortes melhorias na vertente online. É uma das mais graves falhas em Street Fighter 30th Anniversary Collection.

2
Quatro dos doze jogos podem ser jogadores online.

Museu

O Museu de Street Fighter 30th Anniversary Collection é uma autêntica pérola e onde a Capcom entrega uma verdadeira enciclopédia a todos os fãs de Street Fighter. Se és um deles, vais devorar os vários materiais que a Capcom fornece. Desde um making-off contado através de texto e imagens, passando por galerias fantásticas de arte, para cada um dos jogos, a Capcom até inclui a possibilidade de escolher uma personagem, o jogo e vê-la a executar todos os passos de um movimento que adoras. A Capcom demonstra uma intensa paixão pela série e um carinho que honra o nome Street Fighter. Acima de tudo, todo este empenho deixa qualquer fã com um incrível orgulho pelos anos investidos na série.

Além de escutar aos temas icónicos dos 12 jogos, podes ler sobre a história de Street Fighter e descobrir tudo sobre os personagens. Talvez seja este o maior trunfo da Street Fighter 30th Anniversary Collection, este Museu. Torna esta colecção num artigo de coleccionador, numa mensagem de encanto por uma série que encheu de alegria ao longo dos anos. Faz-te perceber que Street Fighter é muito mais do que um mero videojogo, é um ícone.

3
Esta é uma incrível enciclopédia que explora o desenvolvimento de cada um destes jogos de uma forma que te agarra por horas a fio.

Conclusão

A Capcom conseguiu uma homenagem quase perfeita à série Street Fighter, que peca somente pela ausência de algumas versões que podem ser consideradas como definitivas em alguns destes jogos, especialmente em Alpha 3 Max, e pela fraca qualidade do modo online. Street Fighter 30th Anniversary Collection é uma enciclopédia e uma carta de amor para todos os fãs da série. A oportunidade de voltar a alguns destes jogos nas plataformas actuais (no caso da Switch até em modo portátil) é sublime e ficamos agora a pensar se a Capcom poderá fazer o mesmo para outras séries, como os jogos da Marvel. Não sentes saudades de X-Men: Children of the Atom, X-Men vs Street Fighter ou Marvel Super Heroes?

Publicidade

Lê o nosso Sistema de Pontuação

Salta para os comentários (14)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

The World of Cyberpunk 2077 é o livro que explica o mundo do jogo

Resultado de uma parceria da Dark Horse e CD Projekt.

Cyberpunk 2077 trata consolas como plataformas de primeira classe

A CD Projekt RED assegura grande qualidade para a Xbox One e PS4.

Control - lista das Weapon Forms, como desbloquear e fazer upgrade a Special Weapon Forms

O nosso guia para actualizar e desbloquear novas Weapon Forms para a Service Weapon em Control.

Comentários (14)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários