Bayonetta 3 existe graças à SEGA e Nintendo

Kamiya espera que seja um grande jogo.

Hideki Kamiya, criador da série Bayonetta da Platinum Games, é constantemente questionado sobre a chegada de mais jogos da série a outras plataformas que não sejam da Nintendo, algo para o qual nem sempre tem paciência, motivando-o a esclarecer o estado em que se encontra a propriedade intelectual.

Através do Twitter, Kamiya explicou quem são os donos da propriedade intelectual, quem tem os direitos sobre cada jogo e falou sobre o que espera para Bayonetta 3, o novo jogo que será lançado em exclusivo na Nintendo Switch.

"Tenho algo que quero dizer a todos. É sobre Bayonetta 3," começou o criador Japonês.

"Somos um estúdio que cria jogos ao assinar contratos com editoras e ao receber fundos delas para cobrir os custos de desenvolvimento. Para Bayonetta 1, assinámos um contrato com a SEGA e recebemos fundos deles, depois apresentámos um design para um jogo e entrámos em produção. Todos os direitos pertencem à SEGA."

Foi assim que Kamiya explicou a todos os fãs da Platinum Games que não conhecem as condições sobre Bayonetta, que a propriedade intelectual pertence à SEGA, que decide o que fazer com ela.

"Na altura, a nossa companhia tinha acabado de ser criada, não estávamos devidamente equipados para o desenvolvimento multi-plataformas, após conversar com a SEGA, decidimos desenvolver o jogo exclusivamente para a Xbox 360. No entanto, após isso, uma das parceiras da SEGA acabou por criar uma versão para a PS3, a pedido da SEGA. Mais recentemente, também decidiram que devia ser criada uma versão Steam, lançada no ano passado. A SEGA detém os direitos de todas estas versões."

Após esclarecer a situação sobre Bayonetta 1, Kamiya passou para o segundo jogo da série, lançado em exclusivo na Wii U (quase a chegar à Switch), que poderá deixar alguns mais confusos, devido ao envolvimento da Nintendo.

"Quando começámos a criar Bayonetta 2, inicialmente recebemos fundos da SEGA para desenvolver o jogo para várias plataformas, mas o projecto ficou parado devido a circunstâncias na SEGA. A Nintendo envolveu-se para continuar a financiar o jogo, permitindo terminá-lo."

"Assim sendo, os direitos pertencem à SEGA e à Nintendo. Os donos decidiram que o jogo deveria ser feito para a Nintendo Wii U," acrescentou Kamiya sobre os direitos de Bayonetta 2.

"A Nintendo também foi simpática ao ponto de financiar uma versão Wii U de Bayo 1 e depois até nos permitiu usar as vozes Japonesas criadas para a versão Wii U na versão PC de Bayo 1. Estou extremamente grato à Nintendo por financiar o jogo e à SEGA por lhes permitir usar a propriedade intelectual Bayonetta."

Depois de falar dos dois primeiros jogos e explicar quem são os donos das propriedades e direitos, Kamiya falou sobre Bayonetta 3, o aguardado novo jogo e que está no centro de muito port-begging.

"Sobre Bayonetta 3, foi decidido desde o início que o jogo seria desenvolvido com financiamento da Nintendo. Sem a sua ajuda, não teríamos sido capazes de iniciar este projecto. Todos os direitos ainda pertencem à SEGA e Nintendo. Os donos decidiram que o jogo devia ser feito para a Switch."

"O desenvolvimento de videojogos é um negócio. Cada companhia tem as suas próprias circunstâncias e estratégias. Por vezes, isso significa que os jogos são desenvolvidos, outras vezes significa que são cancelados. Mas acredito que todas as pessoas envolvidas estão empenhadas em criar a melhor experiência possível. Sei que, pelo menos para mim, é um dos maiores objectivos que tenho quando começo a trabalhar."

Para finalizar, Kamiya voltou a agradecer a possibilidade de desenvolver Bayonetta 3 e o quanto espera que se torne num jogo espantoso.

"Não consigo expressar o quão feliz estou por conseguirmos desenvolver Bayonetta 3 e queremos fazer tudo o que for possível para ser tão bom quanto possível. É tudo o que podemos fazer e essa é a nossa maior missão. Demorou um bocado até a produção de Bayonetta 3 ser confirmada, mas agora que começou, esperamos que se torne num encontro maravilhoso para todos."

Bayonetta 3 é um exclusivo Nintendo Switch que por enquanto ainda não recebeu uma data de lançamento.

Salta para os comentários (22)

Sobre o Autor

Bruno Galvão

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (22)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários